David Carreira está lesionado e obrigado a ficar em repouso

David Carreira esteve na “Casa Feliz” esta sexta-feira, dia 12 de fevereiro, e revelou que sofreu uma lesão no braço. Ainda, falou sobre o documentário que será exibido amanhã na SIC.

David Carreira está lesionado e obrigado a ficar em repouso

David Carreira está lesionado e obrigado a ficar em repouso

David Carreira esteve na “Casa Feliz” esta sexta-feira, dia 12 de fevereiro, e revelou que sofreu uma lesão no braço. Ainda, falou sobre o documentário que será exibido amanhã na SIC.

David Carreira esteve na “Casa Feliz”, da SIC, por videochamada, e revelou nesta sexta-feira, dia 12 de fevereiro, que sofreu uma lesão no braço. O cantor vai ter de ficar em repouso para recuperar da rotura muscular.

“Fiz uma rotura num músculo, portanto estou a descansar em casa”, disse o cantor à dupla de apresentadores do matutino da estação de Paço de Arcos. “É a velhice”, brincou, logo a seguir.

A lesão aconteceu recentemente. David Carreira durante a live do concerto solidário “Amor em Casa” já estava magoado. “Para quem viu a live, as pessoas não sabiam, mas eu rasguei um músculo no braço e, então, estava com uma mão deste tamanho e com a outra normal”, contou, entre sorrisos, enquanto fazia um gesto a demonstrar como esteve com a mão inchada.

O balanço do concerto “Amor em Casa”

Para o irmão de Mickael e de Sara Carreira, a iniciativa de criar um concerto solidário para ajudar a União Audiovisual foi algo que lhe encheu o seu coração. “A live foi das melhores iniciativas que tive nos últimos anos porque encheu-me muito saber que estávamos todos ali… os amigos, músicos, técnicos, todas as pessoas que fizeram parte a ajudar pessoas e a fazer alguma diferença nesta fase que estamos a viver”, referiu o cantor. David Carreira chegou a doar mais de 16 mil euros à associação.

Durante a sua atuação, Carolina Carvalho fez uma participação especial e cantou ao lado do namorado. “A Carolina qualquer dia vira cantora”, brincou o músico. “É engraçado. Sou eu a regressar às novelas passado seis anos e ela agora a ir para a música. Estamos a trocar de profissão, quase, mas ela saiu-me muito bem.  Já há um ano e meio que andamos a brincar com isso. Ela dizia ‘Vais ver que um dia eu vou cantar’”, confessou o companheiro da jovem de 26 anos.

A explicação do nome do documentário

David Carreira falou ainda no programa das manhãs sobre o documentário “Os sonhos não têm teto”, do qual foi realizador. O filme será emitido amanhã, dia 13 de fevereiro, na SIC, e o cantor levantou o véu sobre o que os portugueses podem esperar da segunda película do músico de 29 anos.

Inicialmente, o sonho do filho de Tony Carreira era ser jogador de futebol. A ideia de perseguir a mesma carreira do pai e do irmão, Mickael Carreira estava longe. Porém, o nome do documentário foi escolhido a dedo e com um propósito. “Eu sempre que saia da escola, ou que saia de casa para ir para a escola, eu passava por um outdoor na rua que era de uma marca de carros. O slogan era ‘os sonhos não têm teto’ e sempre que eu parava à frente daquele outdoor pensava ‘aquilo faz bué sentido’… Na altura eu pensava no futebol”, esclareceu.

“É uma frase que levei sempre comigo. Tudo é possível, é só uma questão de trabalho, dedicação e de amor naquilo que fazes”, reforçou.

A intenção do filme

“Neste documentário é… seguirem-me durante dois anos, tanto nos momentos de grandes alegrias e de maior stress, nos momentos de tristeza também… nesta fase da minha carreira”, contou David Carreira. “Nada é revisto ou editado para não ser o que não é na minha vida real, a ideia é mostrar às pessoas como é que é o lado backstage da minha vida profissional e o que surge ao lado”, acrescentou.

E a película do cantor acabou por ser filmada durante dois anos, algo que não estava definido inicialmente. O realizador quis mostrar as equipas que o acompanharam e os vários momentos marcantes da sua vida.

Texto: Carolina Sousa; Fotos: Reprodução SIC

 

 

Impala Instagram


RELACIONADOS