Crónica de Francisco Guerreiro Cascais, a vila de betão

Em Portugal, a vila de Cascais vive de um romancismo que é uma miragem.

Crónica de Francisco Guerreiro Cascais, a vila de betão

Crónica de Francisco Guerreiro Cascais, a vila de betão

Em Portugal, a vila de Cascais vive de um romancismo que é uma miragem.

Em Portugal, a vila de Cascais vive de um romancismo que é uma miragem. Quem, como eu e a minha família, vive em Cascais vê e sente o município a deteriorar-se de dia para dia, sendo o betão o elemento mais comum das políticas públicas.

A correr para terminar mais um mandato, o executivo de Carlos Carreiras, a coligação PSD/CDS, apressa-se a licenciar e destruir grande parte do litoral cascalense. Se não é um novo restaurante na costa entre a Casa da Guia e o Guincho, é uma urbanização de luxo na antiga praça de touros ou mesmo um novo complexo hoteleiro, também de luxo, da Quinta da Penha Longa, parte integrada no Parque Natural de Sintra-Cascais. Mas podemos ir mais além, pois está em consulta pública a mega-urbanização a ser construída no litoral de Carcavelos, na Quinta dos Ingleses, com mais de 51 hectares. Mais um mamarracho ao lado da recente construída universidade Nova School of Business and Economics.

Veja a notícia completa aqui

Notícia www.novagente.pt

Impala Instagram


RELACIONADOS