Cláudia Vieira sobre Ruben Rua e Maria Cerqueira Gomes: “Como dupla não funcionam”

Sem papas na língua, Cláudia Vieira assume que forma “melhor” dupla do que Ruben Rua e Maria Cerqueira Gomes. A atriz e apresentadora vai mais longe e afirma que os dois apresentadores “não funcionam tão bem” juntos.

Cláudia Vieira sobre Ruben Rua e Maria Cerqueira Gomes:

Cláudia Vieira sobre Ruben Rua e Maria Cerqueira Gomes: “Como dupla não funcionam”

Sem papas na língua, Cláudia Vieira assume que forma “melhor” dupla do que Ruben Rua e Maria Cerqueira Gomes. A atriz e apresentadora vai mais longe e afirma que os dois apresentadores “não funcionam tão bem” juntos.

Cláudia Vieira foi a protagonista do primeiro episódio da segunda temporada do podcast “É Preciso Ter Lata“, de Pedro Ribeiro e Rita Rugeroni. O formato, distribuído nas plataformas digitais, tem como âmbito desafiar o convidado a responder a perguntas de fãs e haters (pessoas que comentam de forma negativa acerca de outra). As respostas valem dinheiro, cujo valor é revertido para uma causa solidária.

Uma das questões incidiu sobre o desempenho de Ruben Rua e Maria Cerqueira Gomes no programa “Em Família“. O formato é emitido no horário em que vigorava “Regresso ao Futuro“, conduzido por Cláudia Vieira e e João Manzarra, que foi retirado da grelha da SIC ao fim de 12 episódios. “Achas que o Ruben Rua e Maria Cerqueira Gomes são melhores apresentadores que tu e o João Manzarra? Foi por isso que acabaram com o vosso programa?”, inquiriu uma pessoa, cuja pergunta estava na caixa destinada aos “haters”.

A atriz e apresentadora não se acobardou e respondeu com toda a sinceridade. “Por acaso acho que eu e o João até somos melhores”, começou por dizer para depois argumentar o porquê: “Enquanto comunicadores, cada um tem o seu valor. Como dupla, acho que não funcionam tão bem. Eu e o Manzarra é óbvio que funcionamos muito bem, porque, mais do que um histórico, tivemos um crescimento um com o outro muito giro”, explicou.

“O Manzarra quando começou era o puto que vinha do ‘Curto Circuito’ e que ninguém o conhecia. Eu era a Cláudia Vieira, mas que não sabia a ponta de um corno do que era conduzir um programa, e de repente oferecem-nos o ‘Ídolos'”, prosseguiu na sua justificação, recordando ainda um aspeto curioso que espelotou a proximidade entre os dois. “No dia em que fomos apresentar [o programa ‘Ídolos’] à imprensa, descobrimos que fazíamos anos no mesmo dia. Essa particularidade uniu-nos bastante”, salientou.

“Ambos estávamos a ter uma oportunidade única de apresentar o ‘Ídolos’ que era o programa de domingo à noite. Uma coisa espetacular nas nossas vidas. Foi absolutamente mágico. Ele trabalhava na SIC Radical, eu era atriz e estávamos ali os dois. Fizemos ali um crescimento mesmo muito grande juntos”, rematou.

Texto: Alexandre Oliveira Vaz; Fotos: Redes Sociais

 

 

 

Impala Instagram


RELACIONADOS