Bombeiros de Valongo reprovam afirmação polémica de Daniel Monteiro no Big Brother

Daniel Monteiro disse a Ana Catharina que se um dia precisasse dos bombeiros não deveria ser salva. Os Bombeiros de Valongo, corporação para onde trabalha, não gostou da afirmação.

Bombeiros de Valongo reprovam afirmação polémica de Daniel Monteiro no Big Brother

Bombeiros de Valongo reprovam afirmação polémica de Daniel Monteiro no Big Brother

Daniel Monteiro disse a Ana Catharina que se um dia precisasse dos bombeiros não deveria ser salva. Os Bombeiros de Valongo, corporação para onde trabalha, não gostou da afirmação.

Daniel Monteiro faz parte da corporação dos Bombeiros Voluntários de Valongo e desde que entrou no Big Brother 2020 está sempre a recordar e a enaltecer a profissão que tem. Aliás, logo que entrou fez questão de se apresentar como bombeiro, uma profissão muito nobre para o povo português.

Mas a corporação de Bombeiros Voluntários de Valongo não gostou de ouvir algumas palavras do concorrente do reality show e fez questão de lançar um comunicado explicando que não apoia Daniel no programa.

«Os Bombeiros de Valongo, vem desta forma informar, que o Daniel Monteiro concorrente do programa Big Brother 2020, não representa os bombeiros de Valongo nem nenhum corpo de bombeiros, a sua inscrição no programa foi feita de livre vontade, e a título pessoal, não nos revemos nas suas palavras, e não somos responsáveis por qualquer tipo palavras ou atitudes dentro do referido programa», lê-se. Mas o comunicado não se fica por aqui.

«Como sempre estamos cá, para apoiar e socorrer todas as pessoas que precisem da nossa ajuda. Contudo, não podemos deixar de realçar que o Daniel Monteiro como bombeiro sempre foi exemplar e profissional em todas as suas ações», termina o comunicado.

A frase da polémica

Estalou o verniz entre Ana Catharina e Daniel este domingo (24) durante as nomeações. A  brasileira nomeou o Daniel porque segundo ela as causas que ele representa não são importantes para o jogo. Daniel não gostou da nomeação e reagiu: «Quando precisares dos bombeiros, não devias ser ajudada. Se achas que é uma causa que não é grande coisa, era isso que devia acontecer. Tenho dito.»

A frase não caiu bem e Ana Catharina ainda tentou esclarecer o que tinha dito: «A questão do Daniel está relacionada também com a tropa e essa é uma filosofia com a qual não me identifico».

Na página onde foi partilhado o comunicado, muitos foram os portugueses que se revoltaram.  «Parabéns pelo comunicado uma instituição como a vossa não pode estar sujeita a “meninos” que brincam na televisão e nada fazem. Isto é grave demais para ficar impune, concorrem em nome próprio não utilizem as instituições cumprimentos a todos vós e o meu respeito», ou «Só não sei é como é que a corporação dos bombeiros tem profissionais com esta índole humana. Uma das grandes vertentes e características para se integrar uma corporação tão honrosa como a dos bombeiros deveria ser a vertente humana o seu carácter e a compaixão para com o próximo. O que se assiste com este vosso, profissional revela a sua caracterista humana, nada mais, que aos olhos de todos vale zero», lê-se.

Texto: Ana Lúcia Sousa; Fotos: Divulgação TVI e redes sociais

 

Impala Instagram


RELACIONADOS