Bárbara Guimarães submetida a nova avaliação psicológica

Bárbara Guimarães chegou ao Instituto de Medicina Legal, em Lisboa, para realizar o exame psicológico determinado há meses pelo Tribunal de Família e Menores.

Bárbara Guimarães submetida a nova avaliação psicológica

Bárbara Guimarães chegou ao Instituto de Medicina Legal, em Lisboa, para realizar o exame psicológico determinado há meses pelo Tribunal de Família e Menores.

Bárbara Guimarães esteve no Instituto de Medicina Legal (IML), em Lisboa, com Carlos Pegado, com quem terá reatado o namoro. Nem uma hora estiveram no edifício. Ao que a Nova Gente apurou, a apresentadora da SIC foi realizar o exame psicológico determinado há meses pelo Tribunal de Família e Menores de Lisboa.

O motivo para o exame psicológico de Bárbara Guimarães foram os acontecimentos da noite de 19 de fevereiro passado, em que, como a NOVA GENTE na altura noticiou, a polícia foi chamada a casa da apresentadora devido a um conflito com a filha, tendo os agentes da autoridade, depois de analisar a situação, decidido retirar-lhe Carlota para a entregar ao pai, apresentando mesmo uma queixa contra a estrela da SIC por violência doméstica contra a menina.

Esta foi já a terceira vez que a apresentadora foi intimada pela justiça a submeter-se a avaliações psicológicas. A primeira foi no âmbito do divórcio com o ex-ministro da Cultura, Manuel Maria Carrilho, e esse relatório do IML expôs alguns aspetos surpreendentes do perfil da estrela do canal de Paço de Arcos.

Saiba tudo na edição da NOVA GENTE que já está nas bancas.

Polícia tirou filha a Bárbara Guimarães

Em fevereiro, Bárbara Guimarães viu a filha ser-lhe retirada pela polícia. Era quase meia-noite de sexta-feira, dia 19, quando, para surpresa de diversos moradores, uma viatura da polícia com três agentes parou à porta da apresentadora da SIC, deixando todas as luzes a piscar. A NOVA GENTE soube que vinham alertados para uma situação de conflito no andar onde vive Bárbara Guimarães, entre ela e a filha, Carlota – de 10 anos –, que vive com a mãe, motivado por um alegado estado de alcoolismo da apresentadora da SIC.

Segundo a versão de quem testemunhou o ocorrido, Bárbara Guimarães estaria descontrolada e aparentava entrar e sair do quarto da filha, falando num tom que perturbava o descanso da menina.

Ao conversarem com a apresentadora, os agentes de autoridade terão verificado que o discurso era incoerente, arrastando por diversas vezes a fala, o que indiciava que pudesse estar embriagada. E ainda terão assistido a uma discussão com o filho, Dinis Maria, de 17 anos.

A NOVA GENTE sabe também que Bárbara Guimarães não terá sido colaborante com a polícia. No entanto, e após alguns minutos de diálogo, a apresentadora da SIC aparentou ficar mais calma e os polícias terão achado que a situação estava resolvida, optando por abandonar a habitação. Todavia, expectantes, não desceram desse andar e, menos de um minuto depois, ouviram Carlota a gritar: “Mãe, sai do meu quarto! Deixa-me em paz! Quero descansar!”

Eventualmente temendo que não estava assegurado o bem-estar da criança, os agentes acabariam por voltar ao contacto com os intervenientes. E terão chegado à conclusão de que o melhor era entregar as crianças ao pai, que vive muito perto daquele local.

Texto: Humberto Simões; Fotos: DR

LEIA AINDA
Marco Paulo em nova cirurgia na luta contra o cancro da mama
Marco Paulo lamenta indiferença de Marcelo: «Nunca me telefonou»
Marco Paulo disse a uma publicação semanal que nunca falou ao telefone com o Presidente da República. “Nem quando estive doente”, lamentou. (… continue a ler aqui)

Impala Instagram


RELACIONADOS