Angélica Jordão chora filha que morreu às 23 semanas de gestação

Angélica Jordão recorda a filha, Lua, que morreu às 23 semanas de gestação. Agosto seria o mês previsto para o nascimento da menina. “Tenho receio desde mês”, chora.

Angélica Jordão chora filha que morreu às 23 semanas de gestação

Angélica Jordão recorda a filha, Lua, que morreu às 23 semanas de gestação. Agosto seria o mês previsto para o nascimento da menina. “Tenho receio desde mês”, chora.

Angélica Jordão recorda a filha, cujo nascimento estava previsto para o este agosto. A irmã de Mel Jordão, companheira de Diogo Piçarra, faz declaração a falar da menina, que perdeu em maio, às 23 semanas de gestação.

“Tenho receio desde mês. Tenho receio de ver as pessoas que estavam grávidas na mesma altura que eu! Era o mês de chorar de emoção e não de tristeza”, chora. “Mas hoje sinto-me mais forte e com força para continuar. Algo que pensei que não fosse possível. A Lua ensinou-me a ser uma pessoa melhor, com objetivos e sonhos. Hoje, olhei para a Lua às 10h10 e ela estava assim”, acrescenta.

Tatuagem de Angélica Jordão em homenagem à filha

Angélica Jordão mostra as tatuagens que ela e o marido fizeram em homenagem à menina que acabou por perder às 23 semanas de gestação. A dela já era conhecida e foi feita aquando da tragédia. Novidade é, pelo menos para os seguidores, a tatuagem do marido. Angélica não passou por dias nada fáceis: a urna com as cinzas da filha foram roubadas e a jovem, que ficou conhecida pela participação no reality show A Quinta, esteve internada em estado grave.

Texto: Márcia Alves;
Fotos: Reprodução Instagram

Impala Instagram


RELACIONADOS