Duffy revela ter sido drogada, sequestrada e violada

A cantora, de 35 anos, resolveu explicar os motivos que a levaram a afastar-se da vida artística: foi mantida em cativeiro e abusada sexualmente. «A recuperação demorou tempo. Não há uma forma fácil de contar isto», afirmou a intérprete de Mercy.

Duffy revela ter sido drogada, sequestrada e violada

A cantora, de 35 anos, resolveu explicar os motivos que a levaram a afastar-se da vida artística: foi mantida em cativeiro e abusada sexualmente. «A recuperação demorou tempo. Não há uma forma fácil de contar isto», afirmou a intérprete de Mercy.

Duffy resolveu explicar os motivos que a levaram a afastar-se da vida artística há mais de 10 anos: foi mantida em cativeiro e abusada sexualmente. «A recuperação demorou tempo. Não há uma forma fácil de contar isto», afirmou a intérprete de Mercy.

A cantora galesa, de 35 anos, revelou esta terça-feira, 25 de fevereiro, através de uma publicação no Instagram,  que foi drogada, mantida em cativeiro e violada. «Muitos de vocês terão perguntado o que é que me aconteceu, para onde é que eu desapareci e porquê. (…) A verdade é que, e por favor acreditem em mim porque agora estou bem, fui violada, drogada e mantida em cativeiro durante vários dias”, escreve Duffy. E acrescentou: “Claro que sobrevivi. A recuperação demorou tempo. Não há uma forma fácil de contar isto».

LEIA DEPOIS
Cristina Ferreira | Chamada de «mal-agradecida», apresentadora justifica-se

Duffy, que em 2011 anunciou uma pausa na carreira,  assume que demorou muito tempo a recuperar deste trauma, sublinhando que, até então, não usou a sua voz para expressar a sua dor, porque não queria mostrar aos fãs a tristeza dos seus olhos.  «Na última década, durante milhares e milhares de dias, comprometi-me a voltar a recuperar o meu coração». Agora, confiante no futuro, está pronta para seguir em frente e afirma que em breve irá responder a todas as perguntas numa entrevista.

 

 

Ver esta publicação no Instagram

 

You can only imagine the amount of times I thought about writing this. The way I would write it, how I would feel thereafter. Well, not entirely sure why now is the right time, and what it is that feels exciting and liberating for me to talk. I cannot explain it. Many of you wonder what happened to me, where did I disappear to and why. A journalist contacted me, he found a way to reach me and I told him everything this past summer. He was kind and it felt so amazing to finally speak. The truth is, and please trust me I am ok and safe now, I was raped and drugged and held captive over some days. Of course I survived. The recovery took time. There’s no light way to say it. But I can tell you in the last decade, the thousands and thousands of days I committed to wanting to feel the sunshine in my heart again, the sun does now shine. You wonder why I did not choose to use my voice to express my pain? I did not want to show the world the sadness in my eyes. I asked myself, how can I sing from the heart if it is broken? And slowly it unbroke. In the following weeks I will be posting a spoken interview. If you have any questions I would like to answer them, in the spoken interview, if I can. I have a sacred love and sincere appreciation for your kindness over the years. You have been friends. I want to thank you for that x Duffy Please respect this is a gentle move for me to make, for myself, and I do not want any intrusion to my family. Please support me to make this a positive experience.

Uma publicação partilhada por @ duffy a

Texto: Carla S. Rodrigues; Fotos: Reprodução Instagram

LEIA MAIS
GNR regista mais de 50 queixas por maus-tratos a animais desde o início do ano
Coronavírus | Segundo caso registado em Madrid. Espanha já tem oito infetados

Impala Instagram


RELACIONADOS