O que se passou no primeiro episódio de Pesadelo na Cozinha. Choros, desmaios e notas de 20 euros

Foram os primeiros a ser visitados por Ljubomir Stanisic no primeiro episódio da Segunda temporada de Pesadelo na Cozinha.

O que se passou no primeiro episódio de Pesadelo na Cozinha. Choros, desmaios e notas de 20 euros

Foram os primeiros a ser visitados por Ljubomir Stanisic no primeiro episódio da Segunda temporada de Pesadelo na Cozinha.

Ribamariscos é o restaurante de José Augusto e Palmira e o primeiro a receber a vista da equipa do Pesadelo na Cozinha. O dono, José, vive afogado em dívidas deixadas por sócios anteriores e Palmira foi ajudar o marido quando a saúde deste lhes pregou uma partida.

São os primeiros a ser visitados por Ljubomir Stanisic no primeiro episódio da segunda temporada de Pesadelo na Cozinha.

O espaço, aberto há sete anos, deixou de dar lucro. José Augusto, o proprietário, começou a cozinhar quando veio de Angola. Um dos sócios meteu a mão ao bolso e ficaram as dívidas. Joaquim, Benjamim e Carla são os empregados.

Ljubomir chega para a habitual primeira refeição. Recebe uma longa carta e pede entradas.Passam 40 minutos desde que estas chegam (e não agradam a Ljubomir) e a comida não chega.

Pede vieiras, não há “feitas”. Pede para fazer. É o empregado Joaquim quem o atende. Aconselhado por clientes habituais, Ljubomir pede arroz de polvo.

Ljubomir está quase a sair para “dar uma volta” quando a vieira chega. É uma desilusão. Não há vieira e o cheiro do restante marisco não agrada. A tampa salta-lhe quando chega oa arroz de polvo e Ljubomir passa para a cozinha, avisando que volta mais tarde.

O estado do armazém é claramente um problema. Ali, e pelas arcas, Ljubomir encontra coisas como ostras embaladas há duas semanas ou sapateiras vivas sem estar em exposição. 

Ao segundo dia de programa, todo o armazém é esvaziado e o staff terá de voltar a arrumar tudo. Esta é a primeira resolução do chef.

O empregado Joaquim – claramente o mais problemático-, reclama enquanto se vê obrigado a limpar o armazém  Ljubomir incita os patrões a dar ordens aos empregados para que se despachem da situação no armazém. A comunicação é uma das primeiras temáticas que o chef trabalha. 

Os pratos do dia são cozido e pargo no forno. Entra em cena a filha dos donos, Gisela. Ajuda os pais mas recusa-se a deixar o trabalho que já tem para assumir funções na cozinha do Ribamariscos.  Tal como em todos os outros episódios, a situação escala rapidamente.

“Só porque é preto tem ar de escravo?”, diz ao dono, quando este está a fazer trabalho que é dedicado aos empregados. 

Aqui, o dono do restaurante 100 Maneiras já perdeu a cabeça. Pontapeia uma caixa no meio da cozinha. Os ânimos sobem e os gritos dentro da cozinha já se ouvem no resto do restaurante.

Carla emociona-se ao falar para a câmara. “Sou uma pessoa muito emotiva”. 

Em reunião com o staff, as atenções passam para Joaquim que é acusado de ser mau colega e empurrar Benjamim para que possa ser ele a atender as mesas. Revoltado com as acusações, é a vez dele falar e se defender.

“Eu não sou humilde?”, pergunta Joaquim. O patrão concorda que sim, que muitas vezes não é.  “Humildade eu tenho e vendo-a se for preciso”, diz, já enervado. 

“Eu não sou humilde, importa-se de me vender um bocadinho de humildade”, responde Ljubo com uma nota de 20 euros na mão.

É aqui que Ljubo diz asneiras, mais uma vez. 

Já no dia seguinte, é hora de o chef se encontrar sozinho com os patrões. Palmira chora ao ouvir Ljubmir dizer que José tem lhe comunicar os problemas.  As expressões duras do chef continuam. Em tom de ironia, diz a Palmira que deve esmagar “os tintins” de Augusto com um pau quando este não comunica. 

A remodelação

Ribamariscos foi completamente modernizado, remodelado no interior bem como a fachada e a esplanada. O centro de formação profissional para o sector alimentar da Pontinha oferece um curso certificado de higiene e segurança alimentar ao staff.

 

Ver esta publicação no Instagram

 

Quer saber como ficou o Ribamariscos depois da passagem do chef @ljubostanisic? O Benjamim explica-lhe… 😉👌 #PesadelonaCozinha

Uma publicação partilhada por Pesadelo na Cozinha (@pesadelonacozinha) a

Palmira abraça o chef e chora, agradecendo os últimos cinco dias. Palmira e Carla abraçam-se e choram as duas ao ver o estado do espaço.

Ljubo “faz as pazes” com Joaquim e diz-lhe que este é o único a sabe servir as mesas, por isso o confrontou. No almoço de inauguração onde estão amigos e familiares, Palmira é quem lidera na cozinha. 

José emociona-se ao servir a mesa onde está a família. O Sr. Barata, o pai deste, chora igualmente. É geral, todos choram naquela mesa.

Já na cozinha, chef e dono do restaurante abraçam-se. 

 

Ver esta publicação no Instagram

 

O antes e o depois do Ribamariscos. @tvioficial @ljubostanisic

Uma publicação partilhada por Pesadelo na Cozinha (@pesadelonacozinha) a

Ljubomir atira-se para o chão, fingindo desmaiar quando Carla leva um pedido que não estava completo. 

Tudo está bem quando acaba bem. O primeiro episódio de Pesadelo na Cozinha decorre sem grandes alaridos ou discussões, um pouco mais leve ao que nos foi habituando.

 

 

Impala Instagram


RELACIONADOS