Afinal de onde vem o dinheiro que paga a Eurovisão?

Afinal de onde vem o dinheiro que paga a Eurovisão?

A pouco mais de um mês de Lisboa receber a Eurovisão explicamos-lhe, tintim por tintim, como funciona o financiamento.

Em novembro de 2017, o presidente do conselho de administração da RTP garantiu que a Eurovisão 2018 seria «o festival mais económico da última década».

«Economicamente, vai estar abaixo, não da média, mas do mais económico de todos. Nos últimos dez aos têm variado entre custos para o operador [estação de televisão que organiza o evento] e para a cidade, entre 23 a 36 milhões de euros. Nós vamos fazer abaixo do mais baixo de todos», disse na altura Gonçalo Reis.

Os custos do Festival Eurovisão da Canção ainda não são publicamente conhecidos mas é possível saber de que forma é dividido o «bolo» das despesas. Segundo as regras da União Europeia de Radiodifusão (UER), o Festival Eurovisão da Canção é, essencialmente, um evento que não tem por objetivo o lucro.

 

Quem paga o quê?

– uma fatia é financiada pelas contribuições anuais dos canais de televisão de cada país participante, um valor que pode chegar aos 6,2 milhões de euros. A RTP é um dos operadores membro da UER e paga uma taxa anual, calculada segundo vários parâmetros, entre os quais a dimensão e a riqueza do país. Os países que mais contribuem para a UER são aqueles que têm acesso direto à final: Reino Unido, Alemanha, França, Espanha e Itália

– o operador anfitrião da Eurovisão (em 2018, a RTP), contribui com uma quantia que pode variar entre os 10 e os 20 milhões de euros, dependendo dos recursos disponíveis

– a cidade anfitriã também investe, ou em dinheiro ou em ajudas como despesas com a segurança, eventos paralelos, patrocínios, etc;

– o restante valor provém de acordos com patrocionadores, vendas de bilhetes, os lucros das chamadas do televoto, venda de merchandising.

 

O Festival Eurovisão da Canção mais caro dos últimos 10 anos foi o de 2012, no Azerbaijão, que custou uns exorbitantes 36,8 milhões de euros. O Festival da Eurovisão 2017, na Ucrânia, teve um orçamento de 18,5 milhões de euros.

 


RELACIONADOS