Tony Carreira falou de traição e revelou momentos inéditos que levaram à separação de Fernanda Antunes, mãe dos seus três filhos, com quem continua casado.

O pai Tony – opinião de Humberto Simões, diretor da revista Nova Gente

Este diálogo é fictício, mas construído com base em algumas declarações de Tony Carreira à NOVA GENTE. Qualquer semelhança com a realidade é pura coincidência.

– ‘Tou! Está tudo bem, pai? São 10 da manhã…

– Está! Já tomaste o pequeno-almoço, Sara?

– Acabei agora. Vou para a aula de Francês.

– Vai lá, não chegues atrasada, querida.

 

– ‘Tou! Está tudo bem, pai? Tinha uma chamada tua…

– Onde vais almoçar, Sara? Olha que não te quero aí com nenhum malandro.

– Ó pai, vá lá… Não sejas chato.

– Eu sei bem do que falo. Bom almoço.

 

– ‘Tou! Outra vez, pai?

– Sara, tu sabes que és a menina dos meus olhos! És tudo!

– Eu sei, pai. Mas estou quase a fazer 18 anos. Não precisas preocupar-te.

– Claro que preciso. És o amor da minha vida!

 

– ‘Tou! Outra vez, pai? São quatro da tarde…

– Sim, olha, já ouviste hoje a música Maria e Sara?

– Aquela que escreveste para mim e para a avó?

– Sim! Para os meus amores. Únicos. Se bem que o que tenho por ti é inegociável.

 

– ‘Tou! Estou quase a chegar, pai. O que é o jantar?

– Surpresa! Algo leve. Sabes que eu não vou ao ginásio como os teus irmãos.

– Mas és tão bonitinho como eles… (risos).

– Sim, dá-me graxa.

 

– ‘Tou! Estou mesmo a chegar ao bar, pai. Tem música ao vivo.

– Foste muito produzida, Sara? Quando te produzes ficas uma mulher. E suponho que há rapazes que te olhem com olhares estranhos…

– Oh pai, não sejas assim.

– Sara, claro que na minha cabeça continuas a ser uma criança mas, a cada dia que passa, estás mais mulher e mais bonita!

 

– ‘Tou! Acabei de chegar a casa, pai.

– Correu bem a tua noite?

– Sim, foi muito gira.

– Tenho muito orgulho em ti, Sara! Adoro-te muito!

 

Nota – Este diálogo é fictício, mas construído com base em algumas declarações de Tony Carreira à NOVA GENTE. Qualquer semelhança com a realidade é pura coincidência.

 

Humberto Simões | diretor da revista Nova Gente

Humberto Simões | diretor da revista Nova Gente


ÚLTIMOS ARTIGOS

O pai Tony – opinião de Humberto Simões, diretor da revista Nova Gente

Este diálogo é fictício, mas construído com base em algumas declarações de Tony Carreira à NOVA GENTE. Qualquer semelhança com a realidade é pura coincidência.