Momento de Mudança | Artigo da Psicóloga Clínica Rita de Carvalho

A adolescência deriva do termo adolescer, da origem latina , que etimologicamente significa crescimento, aplicando-se especificamente ao período de vida compreendido entre a puberdade e o desenvolvimento do corpo, podendo fixar-se entre os 13 e os 23 anos, e estender-se até aos 27.

Quando pensamos ou ouvimos falar sobre a Adolescência remete-nos a pensar no conceito que lhe está associado. Mas afinal, o que é isso da Adolescência? A adolescência deriva do termo adolescer, da origem latina <adolescere>, que etimologicamente significa crescimento, aplicando-se especificamente ao período de vida compreendido entre a puberdade e o desenvolvimento do corpo, podendo fixar-se entre os 13 e os 23 anos, e estender-se até aos 27.
É um período em que ocorre um importante processo de transformação a nível anatómico, fisiológico, psicológico e social, sendo uma das fases mais importantes da vida do ser humano , e uma das fases mais difíceis de entender para os Pais destes adolescentes, que muitas vezes, criam obstáculos ao seu crescimento e níveis de compreensão rasteiros neste processo tão delicado que é a adolescência, fazendo com que os seus filhos adolescentes se refugiem noutros meios (normalmente na rua), devido à falta de compreensão que por eles é sentida dentro de casa.
Este é um momento em que o adolescente não sabe onde começa e não sabe onde acaba. Tudo o que é novo lhe parece estranho. É um turbilhão de emoções, conflitos, desequilíbrios e instabilidades extremas, e o conforto e a compreensão serão as suas melhores armas para que possa ultrapassar esta fase de extrema fragilidade. Considera que o seu filho pensa que sabe tudo e não aceita uma opinião? Não reaja de forma impulsiva, porque esse é o maior desafio do seu filho. Ele só o desafiará se você, como pai, o desafiar pela imposição. Ele precisa de aprender a escolher, sem que a escolha seja sua. Deixe-o “livre”, sem contudo, o perder de vista. Abra o seu coração, para que ele abra o dele também.
É um momento em que ele vive uma enorme turbulência derivada de todo o processo transformacional que suscita conflitos que até há tão pouco tempo dependiam dos pais, mas agora ele não tem noção de onde começa e de onde termina o seu próprio corpo. O jovem passa agora por um período evolutivo de um estado de dependência para uma condição de autonomia pessoal e de uma condição de necessidade de controlo externo para o autocontrolo. O mundo do jovem transforma-se e a crescente autonomia abre as portas para uma imensa diversidade de escolhas e decisões.
Quando se fala em Adolescência, fala-se sobretudo na criação de um novo universo objetal, relacional, identitário e identificatório. Universo marcado por
transformações na relação entre o Eu e o(s) outro(s), vividas com grande turbulência e que impõem um processo criativo e uma relação de ligação e de
comunicação entre o interno e o externo, entre o conhecido e o desconhecido, entre o desejado e o temido.

“Tudo é novo e fugaz: o mundo, os pais, ele próprio”. O adolescente procura um sentido e um nome para a vida que efemeramente parece ter saído do seu controlo. Muitas vezes a adolescência não permite apenas as vivências que lhe estão inerentes, mas pode ser vista como uma possibilidade de solucionar os conflitos da infância. Antes de ser adolescente o jovem foi uma criança, e toda a sua história faz história, faz vida e será responsável pelo processo de criação do seu verdadeiro EU.
Antes de mais nada, a imagem que os adolescentes nos dão é o reflexo do mundo dos adultos com quem vivem, é importante que nunca se esqueçam
disto. O adolescente vive numa dialética que por vezes é sentida como insuportável. Querer crescer e querer regressar; Depender e autonomizar-se;
fazer o luto da bissexualidade infantil e o despertar da heterossexualidade adulta.

Retenha apenas uma coisa: um equilíbrio estável neste período seria anormal.

Rita de Carvalho
Psicóloga Clínica
Membro Efetivo da Ordem dos Psicólogos Portugueses N.º 21023


ÚLTIMOS ARTIGOS

Momento de Mudança | Artigo da Psicóloga Clínica Rita de Carvalho

A adolescência deriva do termo adolescer, da origem latina , que etimologicamente significa crescimento, aplicando-se especificamente ao período de vida compreendido entre a puberdade e o desenvolvimento do corpo, podendo fixar-se entre os 13 e os 23 anos, e estender-se até aos 27.