10 conselhos para evitar a síndrome visual de computador, telemóveis, computadores, ecrãs

Computadores e telemóveis: 10 dicas para proteger os seus olhos

A utilização intensiva e desmesurada de computadores e telemóveis conduz habitualmente a mal-estar e cansaço ocular, entre outros males. proteja-se.

Não vale a pena negar. Computadores e outros aparelhos, como telemóveis e tablets, vieram para ficar e, queiramos ou não, fazem parte da nossa vida, seja a comunicar, a estudar, a trabalhar ou simplesmente a relaxar enquanto navegamos nas redes sociais ou vemos televisão… A verdade é que não só precisamos como também desejamos utilizar estas tecnologias. Contudo, uma utilização intensiva e desmesurada conduz habitualmente a mal-estar e cansaço ocular, muitas vezes traduzido por visão turva, desfocada ou dupla, prurido, irritação ou ardência ocular (olho seco) e dores de cabeça ou cervicais (pescoço e coluna). Estes são os sintomas de uma nova doença oftalmológica: o síndrome visual de computador. Estima-se que estes sintomas afectem pelo menos uma em cada quatro pessoas que utilizam monitores mais do que três horas por dia. Importa, por isso, aprender a integrar estas novas tecnologias de forma saudável e benéfica no nosso quotidiano.

10 conselhos para evitar a síndrome visual de computador

1. Faça intervalos, aplique a regra 20-20-20: por cada 20 minutos a utilizar o computador, desvie o olhar para algo distante (20 pés = 6 metros) durante 20 segundos.

2. Pisque os olhos. O ato de pestanejar é normalmente involuntário e imprescindível à qualidade da nossa visão. Porém, quando fixamos o nosso olhar por estarmos concentrados e atentos, o ritmo de pestanejo reduz-se drasticamente, comprometendo a correta lubrificação ocular. A utilização de lágrimas artificiais pode ser benéfica nos casos mais sintomáticos.

3. Posicione o monitor aproximadamente a 45 cm de distância e 20 graus abaixo de sua linha de visão. Este posicionamento é particularmente importante para quem utiliza óculos progressivos.

4. Siga o conselho do seu médico oftalmologista. Se lhe foram prescritos óculos, utilize-os.

5. Utilize luz adequada, nem a mais, nem a menos. Trabalhar ou estudar às escuras, embora não cause lesões oftálmicas, pode aumentar a sua fadiga ocular. Prefira um ambiente com luz moderada para optimizar o seu conforto.

6. Ajuste as definições do seu monitor. Ao final do dia ative o filtro de luz azul para não interferir com o seu ritmo circadiano.

7. Não fume.

8. Faca exercício, mantenha uma alimentação saudável e hidratação regular. Beba água.

9. Passe tempo ao ar livre.

10. Infelizmente a maioria das patologias oculares graves apenas se tornam sintomáticas numa fase avançada. Proteja-se, mantenha o acompanhamento com o seu médico oftalmologista.

Dr. Ricardo Portugal

Dr. Ricardo Portugal
Médico Especialista em Oftalmologia – OM45841
Coordenador de Oftalmologia do Hospital Privado de Gaia


ÚLTIMOS ARTIGOS

Computadores e telemóveis: 10 dicas para proteger os seus olhos

A utilização intensiva e desmesurada de computadores e telemóveis conduz habitualmente a mal-estar e cansaço ocular, entre outros males. proteja-se.