Manchester United reage à polémica entrevista de Cristiano Ronaldo

Manchester United reage à polémica entrevista de Cristiano Ronaldo.

Manchester United reage à polémica entrevista de Cristiano Ronaldo

Manchester United reage à polémica entrevista de Cristiano Ronaldo

Manchester United reage à polémica entrevista de Cristiano Ronaldo.

O Manchester United já veio a público reagir à polémica entrevista de Cristiano Ronaldo. E, para já, o clube inglês não toma medida nenhuma em relação ao jogador português. “O Manchester United está a observar a cobertura mediática sobre uma entrevista de Cristiano Ronaldo. O clube considerará sua resposta assim que os fatos completos sejam apurados. O nosso foco continua a ser a preparação para a segunda metade da temporada e a continuidade do ímpeto, crença e união que estão a ser construídos entre os jogadores, treinador, staff e adeptos”, pode ler-se num curto comunicado.

“O clube considerará sua resposta assim que os fatos completos sejam apurados”

Ainda assim, fica a ideia de que Cristiano Ronaldo seja castigado no futuro. Há mesmo relatos em Inglaterra de que o jogador português poderá vir a ser alvo de uma multa recorde de 1 milhão de euros. Outro dado de relevo é que o comunicado salienta a união de todos. Criando assim a ideia de que Cristiano Ronaldo poderá estar isolado no clube.

As duras palavras de Cristiano Ronaldo, concedidas durante uma entrevista polémica a Piers Morgan, continuam a dar que falar e a gerar as mais diversas reações. A mais importante – devido ao teor da entrevista – chega do Manchester United. Direção, treinador e jogadores estão “extremamente desapontados” com as palavras do jogador português.

Cristiano Ronaldo diz que se sentiu “traído” no Manchester United
O futebolista internacional português Cristiano Ronaldo disse hoje que se sentiu “traído” no Manchester United, clube que representa, e que “algumas pessoas” não o queriam na equipa, não só nesta época como na anterior (… continue a ler aqui)

Escreve a Sky Sports que os membros do clube não conseguem perceber o timing da entrevista e o espanto é ainda maior porque só no domingo (dia em que começaram a ser revelados excertos da conversa) é que souberam que Cristiano Ronaldo ia falar. “O United não entende por que é que ele disse o que disse. Estão extremamente desapontados por ele ter desrespeitado o clube, o treinador e os seus colegas de equipa”, revela uma fonte.

“Não vimos nada além da petulância (…) É um jogador frustrado”

Também Jermaine Jenas e Jermain Defoe, antigos jogadores ingleses, abordaram o assunto do momento na BBC. “Não vimos nada além da petulância dele ao longo da época, com a caminhada para o túnel [no jogo com o Tottenham]. É um jogador frustrado, sente que foi enganado ou algo do género. Hoje não parece correto para mim. Não vai ajudá-lo. A situação foi mal gerida no clube”, refere Jenas, que se diz “perplexo”. “Penso que é bastante dececionante, para ser honesto. Ele não tem nada a provar por isso não consigo entender por que gostaria de mostrar o seu ponto de vista. Talvez o seu ego esteja um bocado amassado”, acrescenta Defoe.

“As verdades são para serem ditas”

Por sua vez, o clã Aveiro aplaude a entrevista do rosto maior da família. “As verdades são para serem ditas”, publicou Elma Aveiro, irmã do jogador, no Instagram. Também Katia Aveiro partilhou nas redes sociais trechos da conversa de Cristiano Ronaldo. “Valor é para quem merece, caráter é para quem tem, mude sempre por você e nunca para agradar ninguém”, escreve a empresária.

“Sabia que iria incendiar as coisas”

Também Piers Morgan, autor da entrevista, já reagiu à conversa com o jogador. “Cristiano pediu-me para fazer [a entrevista]. Pensou nisto durante algum tempo. Não é segredo que ele sente uma profunda frustração pelo que tem acontecido este época no Manchester United. Ele sentiu que era altura para falar e sabia que iria incendiar as coisas, mas também sente que devia fazer isto. Ele sabe que as pessoas vão criticá-lo, mas também sabe que o que está a dizer é verdade. Por vezes a verdade dói”, começa por explicar, em conversa com o TalkSports.

“Não vou dizer quando foi feita a entrevista, mas foi recente. Fica entre mim e ele. Penso que o timing tem a ver com o Mundial. Ele está agora com a seleção portuguesa, que tem boa equipa e pode fazer um bom Mundial. Isso dá-lhe um mês fora do Man. United. Dá tempo para as coisas se resolverem e voltar. Como ele disse na entrevista, ele ama o Manchester United e os adeptos, mas tem a opinião de que o clube está estagnado e não percebe o porquê. Se ele não falasse, nada iria mudar”, termina.

Cristiano Ronaldo pode ser despedido

A polémica entrevista pode dar origem a um processo disciplinar ou mesmo ao despedimento de Cristiano Ronaldo do Manchester United. De acordo com o The Telegraph, a direção do clube irá reunir-se de emergência para decidir o futuro do jogador português e uma das hipóteses é mesmo o despedimento de Cristiano Ronaldo.

Texto: Bruno Seruca

Impala Instagram


RELACIONADOS