Jorge Jesus garante que Bruno de Carvalho «mentiu em tribunal»

Jorge Jesus, o antigo treinador do Sporting, deu uma entrevista, na qual falou sobre o ataque à academia dos leões, em Alcochete

«Bruno de Carvalho mentiu em tribunal», começou por alegar Jorge Jesus, atual treinador do Al Hilal, numa entrevista ao Correio da Manhã. Segundo o ex-treinador do Sporting, foi Bruno de Carvalho quem mudou o horário do treino da equipa principal dos verdes e brancos no dia em que se deu o ataque à academia dos leões, em Alcochete.

LEIA MAIS: Luís Filipe Vieira: «Jorge Jesus nunca foi contactado»

O antigo dirigente do Sporting jurou em tribunal que tinha sido Jorge Jesus quem tinha mudado o horário do treino, no qual os jogadores e técnicos do clube acabaram por ser agredidos.

«Quem mudou [o horário] foi ele [Bruno de Carvalho]. Agora não sei se foi com a intenção de alguma coisa.(…) Falo disto porque tenho testemunhas», conta o treinador.

Jorge Jesus reforçou que o antigo líder mentiu em tribunal e explica os argumentos que Bruno de Carvalho lhe apresentou para justificar a mudança de hora dos referidos treinos.

«O treino foi alterado das dez da manhã para as quatro da tarde, porque ele disse que precisava de tempo para que fosse criada a nota de culpa para suspender a equipa técnica», esclarece.

O treinador português referiu também que foi difícil ver as imagens relativas ao ataque na academia. «Custou-me ver as imagens de Alcochete. Eu não tinha noção do que se tinha passado», recorda. Em tribunal, Bruno de Carvalho mencionou que Jorge Jesus tinha sofrido «uma vergastada muito levezinha», uma vez que não apresentava «mazela nenhuma». Sobre estas declarações, o treinador ainda garantiu que o antigo dirigente «nem sabe o que se passou», tendo em conta que não foi «agredido na cara com um cinto», mas sim «no corpo».

VEJA AINDA: Após detenção, Bruno de Carvalho refugia-se em casa e nas decorações de Natal [fotos]

 

 

Siga a Impala no Instagram

Impala Instagram


RELACIONADOS