Chinesas olímpicas contra as melhores lusas no GP de Rio Maior

Chinesas olímpicas contra as melhores lusas no GP de Rio Maior

Inês Henriques regressa ao Grande Prémio de Marcha de Rio Maior pela primeira vez como campeã do mundo, numa edição com um cartaz de luxo em que sobressaem também duas chinesas medalhadas em Jogos Olímpicos.

Inês Henriques regressa ao Grande Prémio de Marcha de Rio Maior pela primeira vez como campeã do mundo, numa edição com um cartaz de luxo em que sobressaem também duas chinesas medalhadas em Jogos Olímpicos.

Pela 27.ª vez, Rio Maior celebra a sua festa da marcha atlética, no sábado à tarde, organizando uma prova de nível mundial – está mesmo no ‘World Challenge’ da IAAF -, que conta com fortes presenças da China, Brasil, México e Espanha, além das incontornáveis vedetas locais, Ana Cabecinha e Inês Henriques.

A campeã e recordista mundial de 50 km marcha compete aqui numa distância agora ‘curta’ para ela, os 20 km, e mesmo que não discuta a vitória será por certo a mais aplaudida pelo público, já que é atleta do Centro de Natação de Rio Maior.

Já Ana Cabecinha, sempre muito consistente entre as melhores nas grandes competições, deverá bater-se com as melhores estrangeiras, entre as quais as chinesas Shenjie Qieyang, bronze em Londres2012, e Xiuzhi Lu, prata em Rio2016.

Shenjie Qieyang é, de resto, a terceira mais rápida do ano na distância, com 1:27.36 horas, só superada por duas russas. Lu é a 24.ª do ano, imediatamente atrás de Cabecinha – Henriques é a 13.ª.

O quadro de inscritas para a prova feminina, muito mais aliciante do que o masculino, conta ainda com a italiana Antonella Palmisano, vencedora da Taça da Europa no ano passado e medalha de bronze no Mundial de Londres, a brasileira Érica de Sena que venceu o Challenge o ano passado, e uma forte representação espanhola, liderada por Laura Garcia-Caro, medalhada na Taça da Europa.

Na prova masculina, o melhor luso é Miguel Carvalho, que procura mínimos para o Campeonato da Europa (1:25.00), enquanto que o histórico João Vieira não compete.

Dos presentes, o melhor em 2018 é o sueco Perseus Karlstrom, com 1:20.30. Os três marchadores da China têm recordes pessoais entre 1:19.00 e 1:21.00 e a lista dos melhores completa-se ainda com os espanhóis Álvaro Martin e Diego Garcia, o tunisino Hassanine Sbei, o equatoriano Andrés Chocho, o italiano Francesco Fortunato, e Ever Palma que lidera um grupo de mexicanos, além de José Bagio do Brasil e Richard Vargas da Venezuela.

As provas estão marcadas para as 17:30 (20 km femininos) e 17:42 (20 kms masculinos) e pela primeira vez serão transmitidas em direto, no Facebook do Desmor, no Youtube e no site oficial da prova.

 


RELACIONADOS

Chinesas olímpicas contra as melhores lusas no GP de Rio Maior

Inês Henriques regressa ao Grande Prémio de Marcha de Rio Maior pela primeira vez como campeã do mundo, numa edição com um cartaz de luxo em que sobressaem também duas chinesas medalhadas em Jogos Olímpicos.