Álvaro Parente quer lutar pelas posições da frente nas 24 Horas de Daytona

O piloto português vai participar, no fim de semana, nas 24 Horas de Daytona e quer «estar na luta pelas posições da frente».

Álvaro Parente quer lutar pelas posições da frente nas 24 Horas de Daytona

Álvaro Parente quer lutar pelas posições da frente nas 24 Horas de Daytona

O piloto português vai participar, no fim de semana, nas 24 Horas de Daytona e quer «estar na luta pelas posições da frente».

O piloto português Álvaro Parente (Michael Shank Racing) vai participar, no fim de semana, nas 24 Horas de Daytona, primeira prova do campeonato norte-americano de resistência, e quer “estar na luta pelas posições da frente”.

Ao volante de um Nissan, na categoria GTD, Parente terá como colegas de equipa a piloto britânica Katherine Legge e os norte-americanos Trent Hindman e A.J. Allmendinger.

Na estreia na ‘mítica’ prova de resistência, o piloto portuense encontrou “uma excelente atmosfera entre a equipa e opilotos, o que torna o evento sempre muito mais fácil”.

“Julgo que o mais importante será ter um carro equilibrado e rápido. Partilhar o carro com o AJ, a Katherine e o Trent tem sido fantástico, são extraordinários”, elogiou Parente, em declarações à sua assessoria de imprensa.

As preparações para a qualificação, agendada para quinta-feira, e para a corrida, no sábado, têm decorrido com uma “boa atmosfera” e depois de a equipa ter sido “competitiva nos testes do início do mês”, querem agora “trabalhar para ter uma máquina eficaz de modo a poder estar na luta pelas posições da frente”.

Na categoria principal, de protótipos, os portugueses João Barbosa e Filipe Albuquerque competem pela vitória num Mustang Cadillac, numa equipa completa com o brasileiro Christian Fittipaldi e que em 2017 foi segunda classificada.

 

Impala Instagram


RELACIONADOS