Ucrânia: Saiba o que são bombas de fósforo, a polémica arma que a Rússia é acusada de utilizar

Ucrânia acusa Rússia de utilizar bombas de fósforo branco em ataques a civis. Fique a saber o que define a polémica arma de que todos falam.

Ucrânia: Saiba o que são bombas de fósforo, a polémica arma que a Rússia é acusada de utilizar

Ucrânia: Saiba o que são bombas de fósforo, a polémica arma que a Rússia é acusada de utilizar

Ucrânia acusa Rússia de utilizar bombas de fósforo branco em ataques a civis. Fique a saber o que define a polémica arma de que todos falam.

Multiplicam-se as acusações a Vladimir Putin pela forma como a Rússia está a conduzir os ataques à Ucrânia, que têm resultado na morte de muitos civis. Uma das polémicas mais recentes está relacionada com o uso de bombas de fósforo. Algo que tem suscitado a curiosidade de muitas pessoas. Até pelo desconhecimento da arma que está na ordem do dia.

Da letra Z à Q: quando as letras se tornam símbolos políticos
A letra Z surgiu nos tanques russos e faz parte da guerra pela opinião pública que corre paralela à guerra real na Ucrânia. Afinal, qual a importância dos símbolos num conflito armado, como o atual

Bombas de fósforo são consideradas armas incendiárias. É igualmente importante salientar que são proibidas no uso contra civis. Mas, de acordo com uma convenção internacional, autorizadas em ataques a alvos militares. Quando usada, esta arma deixa uma marca branca no céu. E de acordo com as acusações ucranianas, terá sido utilizada numa cidade na região de Lugansk. Por sua vez, a Rússia defende-se e salienta que nunca violou qualquer convenção internacional.

Não é uma arma química

É importante separar as bombas de fósforo branco das armas químicas. Porque esta é, como referimos anteriormente, uma bomba incendiária. Ainda assim, a sua utilização está proibida pela Convenção sobre Armas Químicas (CWC), em vigor desde 1997. A utilização desta arma está apenas enquadrada no Protocolo III da Convenção da ONU sobre Armas Convencionais (CCW). Que está em vigor desde dezembro de 1983. E que restringe a utilização sem uma proibição total.

Usos possíveis

Sendo claro que nunca deverá ser utilizada em populações civis. É ainda importante realçar que não podem ser utilizadas em alvos militares situados a curtas distâncias de populações civis. Ainda assim, o protocolo não menciona o fósforo branco. Quando este é utilizado devido às propriedades de fumo ou iluminação. Esta substância, que se acende no contacto com o ar, “não é classificado como arma química, mas é um equipamento que está disponível para muitos exércitos mundiais”, explica Olivier Lepick, investigador da Fundação para a Investigação Estratégica, em conversa com o canal francês LCI.

Consequências catastróficas para civis

O que significa que o fósforo branco pode ter diversos usos. Pode ser uma cortina de fumo como estratégia para movimentos militares. Serve para iluminar o campo de batalha. Ou mesmo para queimar um vasto leque de infraestruturas. Sendo que o uso em civis pode ter consequências catastróficas. Como queimaduras de grande gravidade. Esta é ainda uma arma que remonta à Primeira Guerra Mundial. Ao longo dos tempos diversos países, como Estados Unidos da América, Rússia, e Israel foram acusados de recorrer a estas bombas em ofensivas militares polémicas.

Texto: Bruno Seruca; Fotos: DR

Impala Instagram


RELACIONADOS