Tribunal condena ex-PM croata e empresário húngaro por corrupção

Um tribunal na Croácia condenou hoje o antigo primeiro-ministro Ivo Sanader e o presidente do grupo petrolífero húngaro MOL a seis e dois anos de prisão, respetivamente, num processo de corrupção, noticiou a televisão pública croata.

Tribunal condena ex-PM croata e empresário húngaro por corrupção

Tribunal condena ex-PM croata e empresário húngaro por corrupção

Um tribunal na Croácia condenou hoje o antigo primeiro-ministro Ivo Sanader e o presidente do grupo petrolífero húngaro MOL a seis e dois anos de prisão, respetivamente, num processo de corrupção, noticiou a televisão pública croata.

O tribunal considerou provado que o presidente da MOL, Zsolt Hernadi, concordou pagar a Sanader 10 milhões de euros para permitir à petrolífera húngara ganhar o controlo da empresa croata de petróleo e gás INA, disse a juíza Maja Stampar Stipic.

A MOL, cujo principal acionista é o Governo húngaro, detém 49% da INA, enquanto o governo croata controla 44%.

Na Hungria, o grupo MOL expressou “desapontamento” com o veredicto e insistiu que não houve qualquer irregularidade, garantindo total apoio a Hernadi.

Tanto Hernadi como Sanader rejeitaram as acusações e estiveram ausentes do tribunal, podendo ainda recorrer da sentença

A Croácia pede há anos a extradição de Hernadi, mas a Hungria tem rejeitado sempre os mandados de detenção emitidos pela Croácia.

Sanader já enfrentou várias acusações de corrupção relativas ao seu mandato no Governo, que durou entre 2003 e 2009.

A luta contra a corrupção foi um fator essencial para permitir à Croácia aderir à União Europeia em 2013.

FPA // SB

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS