Tribos em confronto no Darfur, Sudão, acordam fim da violência que provocou mais de 100 mortos

As tribos árabes e o clã Al Masiriya Yabal, que nas últimas semanas protagonizaram confrontos sangrentos na região de Darfur, oeste do Sudão, acordaram hoje o fim das hostilidades depois da violência tribal que provocou mais de 100 mortos.

Tribos em confronto no Darfur, Sudão, acordam fim da violência que provocou mais de 100 mortos

Tribos em confronto no Darfur, Sudão, acordam fim da violência que provocou mais de 100 mortos

As tribos árabes e o clã Al Masiriya Yabal, que nas últimas semanas protagonizaram confrontos sangrentos na região de Darfur, oeste do Sudão, acordaram hoje o fim das hostilidades depois da violência tribal que provocou mais de 100 mortos.

A agência noticiosa estatal sudanesa SUNA informou que as duas partes selaram um pacto “para acabar com as hostilidades”, primeiro passo para um acordo de paz que será assinado segunda-feira na cidade de Geneina, capital do Estado de Darfur Ocidental.

A assinatura do pacto foi supervisionada pelo governador de Darfur Ocidental, general Jamis Abdullah Abkar, sob patrocínio do Comité de Paz e Reconciliação do Sudão, reportou a SUNA.

O pacto, segundo a agência noticiosa, estipula “o compromisso das partes do conflito em não se atacarem a fim de se alcançar um acordo de paz final na próxima segunda-feira”.

O governador pediu aos chefes das tribos que “respeitem os termos do compromisso e trabalhem na aplicação dos artigos do acordo de paz”.

O fim das hostilidades foi alcançado após um reacender da violência nesta conturbada região sudanesa e que se saldou em mais de 100 mortos nas últimas três semanas.

Os confrontos tiveram ainda como resultado a deslocação forçada de milhares de pessoas, que procuravam escapar à violência.

O reacender da violência multiplicou-se no Darfur, que ainda se encontra numa situação volátil após a sangrenta guerra civil de matizes étnicos vivida entre 2003 e 2008, com mais de 300.000 mortos e 1,8 milhões de deslocados internos.

EL //RBF

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS