Timor-Leste lança campanha de promoção do turismo doméstico

O setor turístico timorense, em colaboração com a cooperação norte-americana, inicia em agosto uma nova campanha de promoção do turismo doméstico para tornar a crise da covid-19 numa oportunidade de desenvolvimento do mercado interno, foi hoje anunciado.

Timor-Leste lança campanha de promoção do turismo doméstico

Timor-Leste lança campanha de promoção do turismo doméstico

O setor turístico timorense, em colaboração com a cooperação norte-americana, inicia em agosto uma nova campanha de promoção do turismo doméstico para tornar a crise da covid-19 numa oportunidade de desenvolvimento do mercado interno, foi hoje anunciado.

A campanha, que tem como meta divulgar mais de 1,3 milhões de ‘tags’ com a mensagem #haunitatimorleste — número aproximado da população do país — quer capitalizar no facto de Timor-Leste estar isolado para fomentar o turismo doméstico, tanto de timorenses como estrangeiros.

Uma iniciativa, que como explicou hoje o responsável do projeto Tourism for All da USAID, pretende reforçar as parcerias no setor, maximizar o potencial dos turistas domésticos e mostrar “que o turismo é uma questão de todos”.

“Se conseguirmos, com o setor privado a trabalhar em conjunto, potencializar esta mensagem, podemos fazer um ‘reboot’ às nossas ideias sobre o turismo, um setor que é essencial para o futuro desenvolvimento do país”, disse Peter Semone, responsável do projeto da USAID, num encontro hoje em Díli.

“É uma oportunidade de conseguir canalizar mais do dinheiro disponível de todos para o setor, melhorar as coisas que devem ser melhoradas, para quando o setor internacional do turismo ocorrer, Timor-Leste estar em melhor posição”, explicou.

A campanha, que decorre até final do ano, envolve ações de promoção internas, procurando mostrar que “o turismo envolve o setor hoteleiro, marinho e de viagens, mas também os restaurantes e cafés”

“Quem está em Timor, timorense ou estrangeiro, tem a sua definição, do que é Timor ou ser timorense. Queremos que todos expressem essa visão, aumentando conhecimento público dos serviços disponíveis”, referiu.

“Muitas vezes os próprios timorenses não entendem o que é turismo. Ao dizer aos timorenses e estrangeiros que sejam turistas no vosso próprio país, ajudamos todos a entender como podemos ser melhores anfitriões para visitantes do estrangeiro”, enfatizou.

Semone disse que a estratégia do ‘vá para fora cá dentro’ está a ser usada em todo o mundo, com restrições a viagens devido à pandemia da covid-19 a obrigarem o setor a promover, a nível doméstico, os seus produtos turísticos.

“O desafio é esse, de estimular a procura, criando um novo mercado local e nacional, motivando as pessoas a sair e gastar o que puderem no setor do turismo, seja um ou dois dólares num café, ou centenas de dólares numa viagem a Ataúro para mergulhar”, referiu.

Os efeitos, referiu, são amplos, envolvendo os negócios diretamente ligados, mas também os produtos locais, que fornecem hotéis, restaurantes ou cafés.

Com a população timorense a viajar mais do que nunca, a campanha aposta igualmente na promoção da ideia de “amor ao país, através do turismo” e de “orgulho nacional mostrando os locais, os costumes, as tradições e os destinos mais ou menos conhecidos”.

“Com a ‘tag’ #hauniatimorleste, criamos uma mensagem unificada do mercado, em que cada um pode fazer as suas campanhas, mas num esforço conjunto de marketing global”, disse.

A campanha inclui viagens com jornalistas — uma primeira foi já realizada à ilha de Ataúro, para a qual a Lusa foi convidada — e várias iniciativas em setembro em torno ao Dia Mundial do Turismo, com uma exposição, mostra e uma gala onde serão entregues prémios aos “campeões” do setor.

“O êxito depende do apoio de todo o setor privado. Não temos escolha, não há outros turistas. Temos de conseguir que as pessoas que estão em Timor-Leste gastem mais do seu dinheiro disponível no setor do turismo”, referiu Semone.

“Os benefícios perdurarão além da covid-19, ajudando a criar um mercado local e nacional, que é bom para a época baixa, mas a melhorar a capacidade do setor para o turismo internacional”, notou ainda.

 

ASP // VM

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS