Terminam protestos no Paquistão contra a libertação de Asia Bibi

Terminam protestos no Paquistão contra a libertação de Asia Bibi

Os protestos no Paquistão motivados pela libertação de Abia Bibi, absolvida oito anos após ter sido condenada à morte por blasfémia, terminaram na sequência de um acordo entre Governo e manifestantes, noticiou a Associated Press.

De acordo com a agência noticiosa, o ministro paquistanês dos Assuntos Religiosos, Noorul Haq Qadri, anunciou que Bibi não poderá deixar o Paquistão até que o Supremo Tribunal faça uma revisão final do veredicto.

A absolvição da paquistanesa cristã Asia Bibi, na quarta-feira, foi aplaudida em todo o mundo por organizações de direitos humanos, que há muito exigiam a sua libertação, mas gerou protestos um pouco por todo o país, sobretudo no seio do partido Tehreek-e-Labbaik Pakistan (TLP) e dos seus apoiantes.

Depois da decisão, milhares de manifestantes bloquearam, durante três dias, as estradas do país exigindo o enforcamento de Bibi.

A lei anti blasfémia paquistanesa foi estabelecida durante a época colonial britânica para evitar lutas religiosas, mas na década de 80 do século XX várias reformas do então ditador Mohamed Zia-ul-Haq favoreceram abusos.

Desde essa altura, foram registadas mais de mil acusações por blasfémia, um crime que pode levar à morte por apedrejamento, embora essa pena nunca tenha sido aplicada.

FST // FST

By Impala News / Lusa

Siga a Impala no Instagram

Impala Instagram


RELACIONADOS

Terminam protestos no Paquistão contra a libertação de Asia Bibi

Os protestos no Paquistão motivados pela libertação de Abia Bibi, absolvida oito anos após ter sido condenada à morte por blasfémia, terminaram na sequência de um acordo entre Governo e manifestantes, noticiou a Associated Press.