Tapete encontrado ao lado do corpo de Luís Grilo pode ser pista decisiva

O corpo de Luís Grilo, que estava desaparecido desde dia 16 de julho, foi encontrado na passada sexta-feira e o crime continua por resolver.

Tapete encontrado ao lado do corpo de Luís Grilo pode ser pista decisiva

Tapete encontrado ao lado do corpo de Luís Grilo pode ser pista decisiva

O corpo de Luís Grilo, que estava desaparecido desde dia 16 de julho, foi encontrado na passada sexta-feira e o crime continua por resolver.

O corpo de Luís Grilo, que estava desaparecido desde dia 16 de julho, foi encontrado na passada sexta-feira e o crime continua por resolver. As autoridades já confirmaram que o ciclista não morreu de causas naturais e que a morte do homem de 50 anos envolveu terceiros.

O corpo foi encontrado num caminho ermo, em  Alcórrego, no concelho de Avis. Estava nu, com um saco do lixo na cabeça e ao lado, um tapete preto caído nos arbustos.

Segundo noticia o Observador, tanto o saco como o tapete estão a ser analisados pelas autoridades e podem ditar o rumo da investigação. Quando foi descoberto, estava com os braços abertos e os pés praticamente a chegar ao limite da estrada de terra batida. Tinha marcas de agressões a autópsia não foi conclusiva, não se sabendo ainda se a morte foi causada por asfixia ou pelas pancadas na cabeça.

O tapete era de grandes dimensões e estava apoiado ao alto e semidobrado.

LEIA MAIS: Ciclista Luís Grilo morreu por fratura ou asfixia. Autópsia não foi conclusiva

Exames complementares deverão agora concluir qual a causa da morte de Luís Grilo.

O homem saiu de casa a 16 de julho para mais um treino e o alerta do seu desaparecimento foi dado pela mulher, quando Luís não compareceu ás horas combinadas para levar o filho à natação.

Impala Instagram


RELACIONADOS