Secretário de Estado do Deporto acredita que “Portugal pode ser campeão” do Mundo

O secretário de Estado de Juventude e Desporto, João Paulo Correia, acredita que seleção portuguesa de futebol pode vencer o Campeonato do Mundo, que arranca este mês no Qatar, lembrando a “qualidade” da equipa nacional.

Secretário de Estado do Deporto acredita que

Secretário de Estado do Deporto acredita que “Portugal pode ser campeão” do Mundo

O secretário de Estado de Juventude e Desporto, João Paulo Correia, acredita que seleção portuguesa de futebol pode vencer o Campeonato do Mundo, que arranca este mês no Qatar, lembrando a “qualidade” da equipa nacional.

“Também sonho com o título mundial. Temos uma seleção com muita qualidade, com provas dadas, e com jogadores que atuam em clubes do topo. Como português e amante de futebol acredito que Portugal pode ser campeão do mundo”, disse o governante, à margem da Cimeira dos Presidentes, organizada pela Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP), que decorre no Porto.

Ainda sobre o tema seleção, o secretário de Estado foi questionado sobre as divergências fiscais entre o Estado e o selecionador nacional, Fernando Santos, preferindo não comentar a situação, lembrando que o caso decorre na Justiça.

“Enquanto secretário de Estado tenho de atuar consoantes os factos que me chegam e são tornados públicos. Foi o tempo da autoridade tributaria atuar, e como os factos estão agora a ser analisados pela Justiça, não vou comentar”, disse João Paulo Correia.

Sobre a sua participação nesta Cimeira de Presidentes da LPFP, o governante disse que se integrou no roteiro de reuniões que tem promovido com os clubes das competições profissionais de futebol, para “ouvir e partilhar ideias com os responsáveis dos clubes, sobre as alterações legislativas em curso para a industrial de futebol”.

João Paulo Correia insistiu no combate à violência no Desporto, reconhecendo que foi um dos temas abordados nesta reunião com os dirigentes desportivos.

“Abordei as alterações legislativas para a prevenção e combate e violência no desporto, e a importância de termos mais segurança nos estádios de futebol, de trazer mais famílias para os jogos, e criarmos um ambiente mais pacífico na modalidade”, disse o secretário de Estado.

João Paulo Correia, que também falou das alterações que estão a ser preparadas no regime jurídico das sociedades desportivas, “com o intuito de valorizar a indústria do futebol, acrescentando mais idoneidade e responsabilidade às entidades”, garantiu ainda que não há alterações ao calendário para entrada em vigor da centralização dos direitos televisivos das competições profissionais.

“Nunca esteve em causa qualquer alteração ao decreto de lei que já foi aprovado em fevereiro de 2021. Esse decreto de lei diz que até ao final da época 2025/26 a LPFP e Federação têm de apresentar um modelo à Autoridade da Concorrência. Ainda falta tempo para lá chegarmos, mas não há qualquer intenção de alterar o decreto. Aguardamos a apresentação desse modelo e esperamos que represente ganhos para os clubes e para o futebol profissional”, concluiu João Paulo Correia.

JPYG // NFO

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS