Savate apaga Joana das redes sociais e deixa-a “em choque”

Segundo classificado em Big Brother, da TVI, Bruno Savate apagou Joana Albuquerque das redes sociais. A vencedora do BB diz-se “em choque” e divulga toda a história.

Savate apaga Joana das redes sociais e deixa-a “em choque”

Segundo classificado em Big Brother, da TVI, Bruno Savate apagou Joana Albuquerque das redes sociais. A vencedora do BB diz-se “em choque” e divulga toda a história.

Bruno Savate já não segue a ex-namorada Joana Albuquerque nas redes sociais. “Levei unfollow”, escreve a beta na rede social Twitter, dando a conhecer ter sido expulsa da vida de Savate.

Com resposta sempre pronta, enviou mensagem ao ex-namorado através do Instagram, apenas com a palavra “facada”. Também Jéssica Fernandes e Edmar se tornaram personas non gratas nas redes sociais do nortenho.

Namoraram um mês! Relação que começou e terminou na casa da Ericeira. Agora, ao que parece, Bruno Savate não quer reconciliação e, muito menos, ser amigo de Joana e das pessoas mais próximas da cascalense.

“Ainda gosto do Savate”, admite Joana

Joana Albuquerque e Bruno Savate foram os maiores protagonistas de Big Brother. Apaixonaram-se na casa, envolveram-se e puseram ponto final numa relação que acabou em discussões diárias até deixaram de falar-se. Agora, que estão ambos cá fora, o contacto entre os dois não melhorou.

“Ele não me quer telefonar, ele não me contacta. Seguimo-nos no Instagram. É um bom começo, mas também não lhe vou enviar mensagens”, atira, para depois acrescentar que ainda tem sentimentos pelo concorrente.

“Ainda gosto do Bruno. Apesar das coisas que ele disse, consigo perceber que, de certa forma, foi de cabeça quente. Ainda estou à espera de que venha conversar comigo e que possamos, pelo menos, ser amigos.

“Não há razão para haver rivalidade, inimizade. Não tenho tempo para odiar ninguém. Por isso, nunca partiria de mim. Passámos três meses numa casa juntos. Acho que podíamos ser, pelo menos, amigos. Tanto eu como ele merecemos uma conversa sincera”, considera.

Neste contexto, Joana Albuquerque admite que deixa porta aberta à reconciliação. “Estou disposta a resolver as coisas. Não vou encará-las de ânimo leve. Okay, que gosto dele, mas não sou totalmente ceguinha.

“Sei que aconteceram muitas coisas, que, de certa forma, errei, mas ele também errou. A culpa não é toda minha. Talvez daqui a uns meses”, espera.

“Não vou dizer que amei o Bruno. Amar de verdade amo os meus pais”

A vencedora de Big Brother não percebe quando é que a relação deixou de ser de amor para ser de discussão. “Acho que talvez o Bruno seja um bocadinho inseguro e que tivesse ali algumas dúvidas.

“O primeiro ponto em que percebi que estas dúvidas deixaram de ser interiores e passaram a ser exteriores foi numa discussão por causa do Pedro [Fonseca]. Foi na quarta semana, penso.

“As discussões começaram devagarinho e, depois, acabaram por ficar mais intensas e prejudiciais a nível psicológico, levando ao fim”, frisa, explicando que lhe foi “muito difícil” lidar com este término.

“Foi muito difícil de lidar. Nem consigo explicar. Estava com ele, mas parecia que estava bloqueada. Ainda é pior. Via-o todos os dias, e ele a mim, mas não falávamos um com o outro além de perguntas que faria a toda a gente”, situa Joana.

A vencedora do reality show da TVI prefere não falar de amor. “Não vou dizer que amei o Bruno, porque estive com ele um mês. E isso seria mentira. Amar de verdade amo a dos meus pais, que têm uma relação de mais de 30 anos. Só cá fora poderia vir a dizê-lo, caso a relação continuasse”, afirma.

Texto: Andreia Costinha de Miranda e Ana Lúcia Sousa;
Fotos: Reprodução Instagram

LEIA AGORA
Cecília Henriques já é mãe e mostra as primeiras fotos da bebé Celeste
Cecília Henriques já é mãe e mostra as primeiras fotos da bebé Celeste
Atriz foi mãe nesta quarta-feira da pequena Celeste, fruto do relacionamento com o músico Filipe Sambado. (… continue a ler aqui)

Impala Instagram


RELACIONADOS