Sai da prisão em junho e viola no mesmo sítio 12 anos depois

Cristiano Cardoso, mais conhecido por Tiri, tem 32 anos e esteve preso durante 12. Foi libertado em junho e este domingo repetiu o crime. Um jovem de 25 anos, esperava amigos, pelas 6h00 de domingo, quando foi atacada pelo violador no bairro do Cerco, Porto.

Sai da prisão em junho e viola no mesmo sítio 12 anos depois

Sai da prisão em junho e viola no mesmo sítio 12 anos depois

Cristiano Cardoso, mais conhecido por Tiri, tem 32 anos e esteve preso durante 12. Foi libertado em junho e este domingo repetiu o crime. Um jovem de 25 anos, esperava amigos, pelas 6h00 de domingo, quando foi atacada pelo violador no bairro do Cerco, Porto.

Cristiano Cardoso, mais conhecido por Tiri, tem 32 anos na prisão durante 12. Foi libertado em junho e este domingo repetiu o crime. Um jovem de 25 anos, esperava amigos, pelas 6h00 de domingo, quando foi atacada pelo violador no bairro do Cerco, Porto. Foi agarrada, ameaçada e arrastada para um barracão abandonado, junto à piscina de Cartes pelo indivíduo que, durante duas horas, agrediu e violou de forma repetida a jovem, de 25 anos. Foi neste mesmo local que o homem atacara 12 anos antes. A vítima foi também roubada e conseguiu fugir. Com a PSP alertada, o homem foi detido em poucas horas.

LEIA MAIS Juíza manda emitir mandados de captura para João Rendeiro

Tiri volta à prisão 12 anos depois

A vítima teve de receber assistência hospitalar e foi já submetida a exames médico-legais que comprovam a violação repetida. O suspeito está indiciado dos crimes de rapto, violação e roubo. Será presente a primeiro interrogatório e, sendo reincidente em crimes violentos e contra a autodeterminação sexual, é expectável que fique em prisão preventiva. A primeira vítima ainda hoje recebe apoio psicológico, segundo o CM.

Impala Instagram


RELACIONADOS