“Resolvida” avaria da unidade móvel da PSP inaugurada quinta-feira no Porto

A PSP do Porto adiantou hoje que a avaria que afetou a unidade móvel que esta polícia tinha a operar no centro da cidade “está resolvida” e que a viatura está a funcionar desde as 16:00 na zona da Trindade.

“Resolvida” avaria da unidade móvel da PSP inaugurada quinta-feira no Porto

A PSP do Porto adiantou hoje que a avaria que afetou a unidade móvel que esta polícia tinha a operar no centro da cidade “está resolvida” e que a viatura está a funcionar desde as 16:00 na zona da Trindade.

“A unidade móvel está operacional desde as 16:00 junto à estação da Trindade e a situação foi resolvida”, disse, à agência Lusa, fonte do Comando Metropolitano da PSP do Porto.

O Jornal de Notícias noticiou às 00:00 de hoje que a esquadra móvel da PSP inaugurada de tarde, na quinta-feira, na praça da Batalha, tinha avariado poucas horas depois da abertura.

Mais tarde, cerca das 14:00, e menos de 24 horas depois da primeira situação, o mesmo jornal diário deu conta de que a viatura que substituiu a unidade que avariou “também ficou inoperacional”.

O Jornal de Notícias fala em “falha elétrica” e, sem adiantar pormenores sobre as causas desta situação, a PSP confirmou à Lusa que existiu uma avaria e garantiu que a situação se resolveu a meio da tarde de hoje.

Na quinta-feira, o Comando Metropolitano da PSP do Porto anunciou que a unidade móvel de atendimento da PSP, lançada nesse dia no Porto, ia operar em cinco locais da cidade, durante o período da tarde e noite, com o objetivo de “aproximar” os agentes dos cidadãos e turistas.

“A unidade móvel de atendimento te por base uma estratégia definida a nível nacional que visa aumentar a proximidade da PSP com o cidadão”, afirmou, em declarações aos jornalistas, subcomissário do Comando Metropolitano da PSP do Porto, Ricardo Claro. 

No concelho do Porto serão cinco os locais onde a unidade móvel de atendimento vai operar, nomeadamente, na Praça da Batalha, na Praça Gomes Teixeira, na Estação da Trindade, na rua da Estação (próximo da Estação de Campanhã) e na rua do Molhe (na interceção da Avenida Montevideu junto à praia da Foz). 

A unidade móvel, que entretanto avariou, “permite estar mais próximo dos cidadãos”, disse na quinta-feira o subcomissário.

Também questionado se o lançamento desta unidade móvel já estava definido antes do encerramento da 9.ª Esquadra da PSP do Porto, na zona do Infante, o subcomissário assegurou que as mesmas “não são uma inovação” na PSP, uma vez que existem desde 2018 e integram uma “estratégia definida que permite a PSP aproximar o cidadão”. 

Ricardo Claro salientou ainda que só depois de uma “avaliação dos resultados” se poderá decidir se esta infraestrutura será replicada noutras zonas do Porto ou noutros concelhos.

“Vamos avaliar os benefícios que esta unidade terá e avaliar outros locais neste concelho ou em concelhos vizinhos”, acrescentou. 

Na mesma data foi descrito que a unidade móvel, que está, para já, “planeada” para funcionar durante o verão, será acompanhada de um carro patrulha e uma carrinha de intervenção, que no seu conjunto reúnem entre oito a 10 elementos.

 

PFT (SPYC) // MSP

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS