O rasto da cinza – Mação, Nisa e Vila Velha de Rodão em cinzas

Fomos a Mação, Nisa e Vila Velha de Rodão numa altura em que estas zonas do país são fustigadas pelo fogo.

O rasto da cinza – Mação, Nisa e Vila Velha de Rodão em cinzas

Fomos a Mação, Nisa e Vila Velha de Rodão numa altura em que estas zonas do país são fustigadas pelo fogo.

Quem lá nasceu queixa-se da desorganização dos bombeiros e está descontente. Visivelmente abalados, temeram o pior.

“O que me assusta daqui para a frente é que o próximo será ainda pior”, contava Idalina. Nascida em Mação, a popular revelava que a desorganização das terras vai continuar pois não existem pessoas para as tratar.

“As pessoas falam entre si… Os bombeiros não conhecem esta zona!”, confidenciou Ivone sobre quem tenta salvar o que restou de Mação.

Falta de posses, de pessoas e sem apoio, os pequenos agricultores fazem o seu melhor mas não conseguem lutar contra hectares e hectares de terras ao abandono são outros dos factores apontados pelos populares.

O medo e a tristeza mantém-se. “Ficámos sem nada”, lamentou Luís Oliveira de 61 anos.

Em Mação os fogos estão em fase de rescaldo. Nisa e Vila Velha de Rodão são ainda os focos de preocupação de um país em cinzas.

Clique no play e conheça “O rasto da cinza”. 

Impala Instagram


RELACIONADOS