Raríssimas: Presidente admite uso do cartão de crédito em vestidos por ser um «investimento»

Paula Brito Costa deu uma entrevista à RTP antes da sua demissão e as suas declarações estão a gerar polémica.

Raríssimas: Presidente admite uso do cartão de crédito em vestidos por ser um «investimento»

Paula Brito Costa deu uma entrevista à RTP antes da sua demissão e as suas declarações estão a gerar polémica.

«Estou de consciência limpa», disse a presidente da Raríssimas – que entretanto se demitiu – em entrevista à RTP.

Esta terça-feira à noite, a estação pública revelou excertos de uma entrevista conduzida pela jornalista Sandra Felgueiras a Paula Brito Costa. A entrevista foi realizada antes do anúncio das demissões da presidente da Raríssimas e do secretário de Estado da Saúde, Manuel Delgado.

Paula Brito Costa admitiu o uso do cartão de crédito da associação Raríssimas para comprar vestidos e explicou porque razão o fez, considerando que os vestidos que comprou foram um «investimento».

«Devo ter comprado o ano passado dois vestidos. Foram os dois para ir à rainha [aquando da visita da rainha Letizia de Espanha]», confessa.

No entanto, a conversa não se fica por aqui e nega ter ficado com os ditos vestidos.

«O vestido está na Raríssimas. Eu vejo como um investimento.»

A demissão da presidente

«Demiti-me para deixar a investigação decorrer dentro dos trâmites legais e com a seriedade que exige este processo», começou por dizer.

A, agora, ex-presidente não quis deixar de falar dos «seus meninos».

«Estamos a falar dos meus meninos que eu acolhi durante muitos anos e é essencialmente por eles, mas também pela minha dignidade, que saí.»

Desmente gestão danosa

Paula Brito Costa enfatiza ainda que uma casa como a Raríssimas não se constrói com «gestão duvidosa mas sim com muito rigor».

Confrontada com a referência ao filho enquanto «herdeiro da parada», Paula Brito Costa alega tratar-se de uma «brincadeira» e que «a casa dos Marcos nunca foi um império» seu.

A entrevista será transmitida na íntegra esta sexta-feira no programa informativo da RTP «Sexta às 9».

Relação extraconjugal entre Paula Brito Costa e Manuel Delgado

Manuel Delgado foi confrontado pela jornalista da TVI, Ana Leal, com novos documentos que não corroboram as afirmações que o ex-secretário de Estado da Saúde fez nos últimos dias. 

A entrevista foi transmitida no «Jornal das 8» e esteve na origem da demissão de Manuel Delgado. Em causa estão viagens pagas pela Raríssimas que nada tiveram a ver com a associação, documentos que provam que o ex-secretário tinha conhecimento do estado financeiro da associação e ainda tornou evidente que não se importava que os subsídios do Estado fossem desviados para que lhe fossem pagos os 12 mil euros mensais, o carro e o seguro de saúde.

Na entrevista são ainda tornadas públicas imagens que mostram a relação de cumplicidade entre a ex-presidente e o ex-secretário.

Outros artigos em destaque

De concorrente do The Biggest Loser a sex symbol
Presidente da Raríssimas reage às acusações e é imediatamente atacada
Cláudia Vieira mostra-se em família com o namorado e a cunhada pela primeira vez
Namorada de jogador de futebol suicida-se aos 23 anos
Este casaco do Lidl está a deixar as bloguers loucas
Filhas de Stallone cresceram e ofuscam pai
EXCLUSIVO | Manuela Moura Guedes: «Gostava de voltar à televisão com um programa com crianças»

Impala Instagram


RELACIONADOS