Violada na escola por três colegas, um deles seropositivo, acaba suspensa

Uma rapariga foi abusada sexualmente por três colegas, na casa de banho da escola mais que uma vez. A menor acabou por ser punida, juntamente com os agressores.

Violada na escola por três colegas, um deles seropositivo, acaba suspensa

Violada na escola por três colegas, um deles seropositivo, acaba suspensa

Uma rapariga foi abusada sexualmente por três colegas, na casa de banho da escola mais que uma vez. A menor acabou por ser punida, juntamente com os agressores.

Uma rapariga, a frequentar o 9.º ano, foi abusada sexualmente em dois momentos diferentes por três colegas, um deles seropositivo, na casa de banho da escola. Após a denuncia do incidente, a escola decidiu suspender a rapariga, juntamente com os agressores, por considerar que os atos sexuais foram consentidos. O caso deu-se na Florida, nos Estados Unidos e a identidade dos protagonistas deste caso não foi revelada. No entanto, o incidente está a chocar a América, pois quando a rapariga denunciou e explicou que tinha sido obrigada a ter relações sexuais com os rapazes, a direcção discordou.

LEIA DEPOIS
Agentes da polícia usam repetidamente taser em cadela aterrorizada [vídeo]

Rapariga obrigada a «fazer sexo anal»

A rapariga afirmou que um dos colegas «agarrou-a pela camisola», não a deixou sair da casa de banho e forçou-a a «fazer sexo anal». Passados uns tempos, dois outros rapazes terão abusado novamente da menor na casa de banho, desta vez obrigando-a a fazer sexo oral aos dois. «Não conseguia respirar. Estava a sufocar e a chorar», pode ler-se na queixa apresentada por escrito à direcção da escola. Posto isto, a escola decidiu suspender os três rapazes e a rapariga, considerando que os atos sexuais foram «consentidos porque (a adolescente) não gritou nem fugiu».

Um dos jovens tinha gonorreia e outro era portador de HIV

Contudo, a família decidiu apresentar queixa na polícia. Nesse momento, a jovem foi informada que um dos jovens que a abusou tinha gonorreia e que outro era portador de HIV. A rapariga já está a ser tratada para as duas doenças sexualmente transmissíveis, no entanto só saberá daqui a um ano se é seropositiva.

LEIA MAIS
Mulher mata homem e é vista como «heroína» pela Polícia
5 dicas para (saber) fazer compras online

Impala Instagram


RELACIONADOS