Mau tempo: 12 distritos em alerta laranja com risco de cheias e inundações

A Proteção Civil alerta para a possibilidade de se voltarem a repetir episódios de cheias e anuncia 12 distritos do continente sob aviso laranja.

Mau tempo: 12 distritos em alerta laranja com risco de cheias e inundações

Mau tempo: 12 distritos em alerta laranja com risco de cheias e inundações

A Proteção Civil alerta para a possibilidade de se voltarem a repetir episódios de cheias e anuncia 12 distritos do continente sob aviso laranja.

A semana começa com previsões de chuva forte e agitação marítima para todo o país. As próximas 48 horas podem voltar a trazer cheias e inundações como as que se verificaram na última terça-feira e que afetaram várias zonas do país, com destaque para a região de Lisboa. O Instituto Português do Mar e da Atmosfera colocou Viana do Castelo, Vila Real, Braga, Porto, Viseu, Aveiro, Coimbra, Castelo Branco, Leiria, Santarém, Lisboa e Setúbal. Os restantes distritos do continente estão sob aviso amarelo.

Leia depois
Bombeiros da Trafaria salvam cão enterrado em escombros [vídeo]
Vídeo divulgado pelo IRA – Intervenção Resgate Animal mostra emocionante operação dos bombeiros da Trafaria para salvamento de cão preso debaixo dos escombros de uma habitação que ruiu por causa do mau tempo (… continue a ler aqui)

“A precipitação será intensa, o Instituto do Mar e da Atmosfera já emitiu quer avisos amarelos quer avisos laranja”, para alguns dos distritos do país e “portanto é expectável que possam ocorrer alguns quantitativos semelhantes aos da semana transata”, afirmou aquele responsável da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEC). Segundo André Fernandes “o período crítico desta precipitação começará ao final do dia de amanhã, sendo que a altura crítica é na madrugada de dia 20, terça-feira”, indicou.

O vento está de quadrante sul, com rajadas até 75 quilómetros hora no litoral e a agitação marítima também terá um agravamento a partir do dia de segunda-feira, referiu o comandante nacional da ANEC.

André Fernandes recordou que a Agência Portuguesa do Ambiente também emitiu, face a esta previsão de precipitação forte na região Norte e Centro, onde está incluída também a região de Lisboa e Vale do Tejo, “avisos para cheia” para as bacia hidrográfica do Minho, aqui com as áreas de maior risco Caminha, Monção e Valença, bem como para as bacias hidrográficas do Lima, na sua bacia do rio Vez, assim como para as do Cávado, Ave, do Douro, Vouga e Mondego.

Adiantando que face a esta precipitação intensa nas bacias hidrográficas do Tejo, Sado e Guadiana e ribeiras do Algarve poderá haver alguma situação mais crítica, mas apenas no dia 20. Face à previsão das condições meteorológicas adversas, a Proteção Civil anunciou o estado de alerta especial amarelo para nove distritos de Portugal, incluindo Lisboa.

O responsável, que falava num ‘briefing’ hoje ao início da noite na Proteção Civil, adiantou, no entanto, que ao longo do dia de amanhã a situação será avaliada e aquela entidade voltará a fazer uma comunicação do ponto de situação. Mas, para já, o responsável da ANEC admitiu que possa haver uma “melhoria do estado do tempo” a partir de quarta-feira.

Impala Instagram


RELACIONADOS