Proteção Civil da Madeira intensifica campanha de prevenção de fogos rurais

O Serviço Regional de Proteção Civil da Madeira decidiu intensificar a campanha de prevenção de incêndios rurais no arquipélago, sensibilizando a população com ‘outdoors’ em todos os concelhos e em viaturas de transporte público a partir de hoje.

Proteção Civil da Madeira intensifica campanha de prevenção de fogos rurais

Proteção Civil da Madeira intensifica campanha de prevenção de fogos rurais

O Serviço Regional de Proteção Civil da Madeira decidiu intensificar a campanha de prevenção de incêndios rurais no arquipélago, sensibilizando a população com ‘outdoors’ em todos os concelhos e em viaturas de transporte público a partir de hoje.

“Madeira sem fogos depende de todos!” é a campanha desenvolvida pelo Governo Regional, que começou em 13 de julho em várias plataformas digitais, apostando agora também na colocação de ‘outdoors’ em pontos estratégicos.

A informação distribuída adianta que a iniciativa estará também visível em “algumas viaturas de transporte público de passageiros, com o principal objetivo de levar a mensagem a toda a população e visitantes”.

Pretende-se, tendo em conta as elevadas temperaturas que se fazem sentir, “aumentar a cultura de proteção civil junto da população da Região Autónoma da Madeira”.

“Recorde-se que esta é uma iniciativa do Governo Regional da Madeira, através da Secretaria de Saúde e Proteção Civil e a do Ambiente, Recursos Naturais e Alterações Climáticas, que também se associou a esta campanha reforçando a mensagem ‘seja um agente de proteção civil'”, lê-se na nota.

Em 22 de julho, o secretário da Saúde e Proteção Civil da Madeira, Pedro Ramos, informou que tinham sido sinalizadas na região 116 ocorrências relacionadas com incêndios e queimadas não autorizadas desde que entrou em vigor o Plano Operacional de Combate a Incêndios Rurais (POCIR) deste ano, em 15 de junho.

Das 116 ocorrências registadas, 81 foram queimadas não autorizadas, situação que leva as autoridades a reforçar os apelos à população para que mantenha “comportamentos adequados”, sobretudo neste fim de semana, em que a costa sul e as áreas montanhosas da ilha da Madeira se encontram sob aviso amarelo (o menos grave de três níveis) para tempo quente e vento forte.

Até à data, nenhum dos incêndios sinalizados atingiu grandes dimensões.

Pedro Ramos explicou que o POCIR 2022 envolve 788 equipas, num total de 2.602 operacionais, que já percorreram cerca de 50.000 quilómetros em ações de vigilância e fiscalização.

O plano é coordenado pelo Serviço Regional de Proteção Civil e abrange todo o território do arquipélago, assentando na cooperação dos corpos de bombeiros com os municípios e vários organismos e instituições, nomeadamente o Instituto das Florestas e Conservação da Natureza, o Comando Territorial da Madeira da GNR, as Forças Armadas e o Comando Regional da PSP.

O Governo Regional (PSD/CDS-PP) decretou a atribuição de um apoio financeiro, no valor de 1,1 milhões de euros, às associações humanitárias de bombeiros e às câmaras municipais no período de vigência do POCIR 2022.

AMB (DC) // ROC

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS