Primeiro-ministro timorense demite SE Veteranos por deslealdade e perda de confiança

O primeiro-ministro timorense, Taur Matan Ruak, demitiu o secretário de Estado para os Assuntos dos Antigos Combatentes da Libertação Nacional, alegando perda de confiança

Primeiro-ministro timorense demite SE Veteranos por deslealdade e perda de confiança

Primeiro-ministro timorense demite SE Veteranos por deslealdade e perda de confiança

O primeiro-ministro timorense, Taur Matan Ruak, demitiu o secretário de Estado para os Assuntos dos Antigos Combatentes da Libertação Nacional, alegando perda de confiança

Díli, 14 mar 2022 (Lusa) — O primeiro-ministro timorense, Taur Matan Ruak, decidiu demitir o secretário de Estado para os Assuntos dos Antigos Combatentes da Libertação Nacional, alegando perda de confiança e acusando Gil da Costa Monteiro de deslealdade.

A posição de Taur Matan Ruak é vincada numa carta que endereçou a Gil da Costa Monteiro, conhecido como Oan Soru, na sexta-feira e a que a Lusa teve hoje acesso.

“Após profunda reflexão, conclui que vossa excelência não dispunha das condições necessárias para continuar a exercer as funções (…) pelo que irei propor a sua excelência, o Presidente da República, a sua exoneração”, escreve o primeiro-ministro.

Na carta, o chefe do Governo refere ter tido conhecimento de declarações públicas de Oan Soru, nas quais, “alterando substancialmente a realidade, tem minimizado a capacidade do Governo para enfrentar as dificuldades sentidas pelas populações e pelo país”.

Trata-se, vinca Taur Matan Ruak, de “declarações públicas que colocam em causa a solidariedade e a lealdade institucionais que devem unir todos os membros do Governo, numa atitude de humildade democrática e empenho, na busca de soluções construtivas para ultrapassar” os desafios atuais.

“Apesar de reconhecer e agradecer o seu contributo (…), não posso deixar de manifestar a minha profunda desilusão e tristeza pelas suas opções recentes que, quebrando a confiança concedida, colocam também causa a responsabilidade depositada como membro do VIII Governo Constitucional”.

Oan Soru, que é vice-presidente do Congresso Nacional da Reconstrução Timorense (CNRT) de Xanana Gusmão, tem estado nas últimas semanas envolvido diretamente na campanha de José Ramos-Horta, candidato à eleição presidencial de 19 de março.

Em sucessivos comícios, Oan Soru tem dirigido fortes críticas ao Governo liderado por Taur Matan Ruak.

Esta é a primeira decisão oficial, conhecida publicamente, de um processo de remodelação em curso no Governo, e que já inclui ainda a apresentação de uma carta de demissão pelo ministro da Justiça.

Na semana passada a vice-ministra das Finanças, Sara Brites, disse à Lusa que o primeiro-ministro também lhe pediu para se demitir do cargo.

Não há ainda detalhes claros sobre a dimensão da remodelação ou de quando se tornará efetiva.

 

ASP // VQ

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS