Presidente da República operado hoje

Marcelo Rebelo de Sousa será submetido a um cateterismo.

Presidente da República operado hoje

Presidente da República operado hoje

Marcelo Rebelo de Sousa será submetido a um cateterismo.

Marcelo Rebelo de Sousa é esta quarta-feira, 30 de outubro, submetido a uma intervenção cirúrgica. O Presidente da República já se encontra no Hospital de Santa Cruz, em Carnaxide.

LEIA DEPOIS
Adolescentes condenados por morte de português em Londres

«Estou muito tranquilo. Trouxe livros para ler porque é um exame que é feito sem anestesia geral, por isso vou lendo e logo se vê», revelou Marcelo Rebelo de Sousa à entrada do hospital.

O Chefe de Estado deverá ficar naquela unidade de saúde durante 24 horas. A concretização da operação já tinha sido revelada por Marcelo Rebelo de Sousa, em entrevista a Daniel Oliveira, para o programa da SIC Alta Definição.

«Terei de fazer daqui a semanas um cateterismo», anunciou, na altura, tendo recordado que familiares diretos sofriam de problemas cardiovasculares e que, por isso, decidiu fazer exames de rotina. «O meu avô era cardíaco, o meu pai era cardíaco. Eu achei que devia fazer exames também em matéria cardíaca. A minha hipocondria mandou fazer», afirmou.

Baltasar Rebelo de Sousa, o pai do Presidente da República, morreu em 2002, com um ataque cardíaco fulminante. Marcelo Rebelo de Sousa recordou esse dramático episódio de 2018, quando visitou a Pastelaria Suíça, em Lisboa, local onde o pai morreu. «Genericamente estão bem mas restou uma duvida que vai obrigar a um novo exame. Vou ter de fazer daqui a umas semanas um cateterismo para ver, em relação a um determinado vaso sanguíneo, se acumulação de cálcio está num grau que é ou não excessivo e o que isso significa», explicou.

Trata-se de «um procedimento simples» mas com riscos, assegura médico

Um cateterismo cardíaco consiste na introdução de um cateter através de artérias ou veias periféricas até as câmaras cardíacas, artérias pulmonares e veias arteriais coronarianas. Ao Expresso, o clínico Carlos Arroz disse que se trata de «um procedimento simples», mas com riscos, que «dependem mais da doença de base» do que da operação, sobretudo se o doente tiver um histórico de enfarte.

LEIA MAIS
Previsão do tempo para quinta-feira, 31 de outubro

Impala Instagram


RELACIONADOS