Presidente da CP sai do cargo no final do mês, três meses antes do previsto

O presidente da CP – Comboios de Portugal, Nuno Freitas, vai abandonar o cargo no final de setembro, três meses antes do final do mandato, após ter pedido à tutela a antecipação da sua saída, segundo uma comunicação enviada aos trabalhadores.

Presidente da CP sai do cargo no final do mês, três meses antes do previsto

Presidente da CP sai do cargo no final do mês, três meses antes do previsto

O presidente da CP – Comboios de Portugal, Nuno Freitas, vai abandonar o cargo no final de setembro, três meses antes do final do mandato, após ter pedido à tutela a antecipação da sua saída, segundo uma comunicação enviada aos trabalhadores.

“Desde o início, foi […] assumido por mim, e aceite pela tutela, que o meu compromisso nesta missão contemplava apenas um mandato e, concluído o trabalho a que me propus, solicitei a antecipação do fim desse mandato em três meses”, lê-se numa mensagem dirigida aos funcionários da CP, a que agência Lusa teve acesso.

“Depois de expor pessoalmente a minha vontade e razões ao senhor ministro, obtive o seu acordo para antecipação da minha saída”, acrescenta o ainda presidente.

Apesar da saída antecipada de Nuno Freitas, com efeitos a 01 de outubro, o Conselho de Administração “mantém-se em funções”, precisa, sendo a liderança da empresa assegurada pelo vice-presidente, Pedro Moreira, “até nova nomeação por parte do Governo”.

PD // JNM

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS