Presidente angolano quer mais eficiência nas Finanças e Educação

O Presidente da República de Angola, João Lourenço, pediu hoje “mais eficiência” às duas novas ministras, Vera Daves e Ana Tuavanje Elias, que vão tutelar as pastas das Finanças e da Educação, nas cerimónnia de posse das duas governantes.

Presidente angolano quer mais eficiência nas Finanças e Educação

Presidente angolano quer mais eficiência nas Finanças e Educação

O Presidente da República de Angola, João Lourenço, pediu hoje “mais eficiência” às duas novas ministras, Vera Daves e Ana Tuavanje Elias, que vão tutelar as pastas das Finanças e da Educação, nas cerimónnia de posse das duas governantes.

Após a cerimónia de tomada de posse que decorreu hoje em Luanda, no Palácio Presidencial, João Lourenço afirmou que decidiu fazer esta remodelação “em áreas chave” com o objetivo de procurar maior eficiência no desempenho das instituições, “ao serviço do país, da nação e dos cidadãos em geral”.

Pediu aos titulares dos novos cargos que tornem “os departamentos ministeriais que vão dirigir mais eficientes do que foram até à presente data” procurando as soluções que se impõem, “sem aguardar pelas famosas ordens superiores, salvo se as situações ultrapassarem a vossa competência”.

O chefe do executivo angolano espera encontrar nos membros do governo hoje empossados a devida “correspondência nesse sentido” e exortou: “Queremos obra feita. Já fizemos muitos discursos e precisamos de fazer coisas em concreto”

Além de Vera Daves, que era anteriormente secretária de Estado e do Tesouro e Ana Tuvanje Elias, que deixou o cargo de diretora do Instituto Nacional de Gestão de Bolsas de Estudo tomaram também posse Augusto Archer Mangueira, o anterior ministro das Finanças que passa a ser governador do Namibe, Osvaldo Victorino João, que vai ocupar o lugar deixado vago por Vera Daves, Franco Cazembe Mufinda, que será o novo secretário de Estado para a Saúde Pública e António Manuel, no cargo de vice-governador da Província do Bié para o Setor Político, Social e Económico.

RCR // PJA

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS