Zelensky diz que a ofensiva no sul possibilitou a libertação de duas cidades

O Presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, assegurou hoje que a contra-ofensiva lançada há uma semana para recuperar territórios ocupados pela Rússia no sul do país já resultou na libertação de duas cidades.

Zelensky diz que a ofensiva no sul possibilitou a libertação de duas cidades

Zelensky diz que a ofensiva no sul possibilitou a libertação de duas cidades

O Presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, assegurou hoje que a contra-ofensiva lançada há uma semana para recuperar territórios ocupados pela Rússia no sul do país já resultou na libertação de duas cidades.

“Não vou contar os detalhes, mas as bandeiras ucranianas estão a voltar aos lugares onde deveriam estar por direito”, disse o Presidente ucraniano, após outra reunião do Estado-Maior, na qual foi analisada a estratégia bélica ucraniana.

No seu discurso na noite de domingo, Zelenky foi um pouco mais claro, afirmando que o 42.º batalhão separado da infantaria motorizada das Forças Armadas da Ucrânia havia “libertado duas cidades no sul” do país “graças às suas ações heroicas”.

Zelensky fez estas declarações após os meios de comunicação ucranianos terem publicado uma foto de soldados levantando a bandeira do seu país nos telhados de um hospital em Vysokopillya.

Esta cidade na região de Kherson, que tinha cerca de 4.000 cidadãos antes da guerra, fica localizada ao sul de Krivoy Rog e a cerca de 160 quilómetros a nordeste da cidade ocupada de Kherson.

Pouco antes, o chefe do Gabinete da Presidência, Andriy Yermak, publicou a foto na rede social Telegram e escreveu “passo a passo”.

A Ucrânia está a atacar as linhas logísticas e de abastecimento das tropas russas no sul há uma semana, bem como os seus armazéns, depósitos de armas e postos de comando e controlo, a fim de reduzir as capacidades e impedir o abastecimento dos russos.

Zelensky também disse que na frente oriental, soldados do 63.º batalhão da 103.ª Brigada de Defesa Territorial conseguiram libertar uma cidade na região pró-russa de Donetsk, embora não tenha revelado o seu nome.

Os meios de comunicação ucranianos afirmam que se trata da cidade de Ozerne, entre Sloviansk e Siversk.

O Presidente ucraniano também assegurou que a 54.ª brigada – que se dirige na direção de Lisichansk [Lugansk] e Siversk [Donetsk] – “avançou e recuperou em alguns momentos”.

O Presidente ucraniano também enfatizou que “a bandeira ucraniana e a liberdade retornarão à Crimeia”, península ucraniana anexada pela Rússia em 2014.

“Libertaremos todas as nossas terras, todo o nosso povo”, sublinhou Zelensky, mais uma vez, no seu discurso.

CSR // VM

By Impala News / Lusa

Impala Instagram


RELACIONADOS