Zé Saloio rouba 18 mil euros a comprador de relógio de luxo

Sebastião José Malheiro de Sousa, de 64 anos, mais conhecido pela alcunha de Zé Saloio, foi novamente detido esta terça-feira, 30 março, pela PJ de Lisboa.

Zé Saloio rouba 18 mil euros a comprador de relógio de luxo

Zé Saloio rouba 18 mil euros a comprador de relógio de luxo

Sebastião José Malheiro de Sousa, de 64 anos, mais conhecido pela alcunha de Zé Saloio, foi novamente detido esta terça-feira, 30 março, pela PJ de Lisboa.

Sebastião José Malheiro de Sousa, de 64 anos, mais conhecido pela alcunha de Zé Saloio, foi novamente detido esta terça-feira, 30 março, pela PJ de Lisboa.

Desta vez, o histórico criminoso foi caçado após ter montado uma armadilha e liderado o roubo a um homem. Colocou à venda um relógio de luxo Rolex, por 18 mil euros, e acabou por assaltar, com mais dois elementos, o comprador.

Foram presentes a tribunal e ficaram em liberdade com apresentações bissemanais às autoridades. De acordo com o CM, o anúncio terá sido colocado em janeiro e, numa questão de dias, atraiu um potencial comprador, interessado em pagar os 18 mil euros pedidos.

Depois do primeiro contacto, vendedor e comprador combinaram encontrar-se num hotel em Lisboa para fechar negócio. Após terem acertado valores, no hall do edifício, o vendedor explicou ao comprador que tinha alugado um quarto, para poderem fazer a transação de forma discreta. A vítima concordou.

Assim que saíram do elevador encontraram-se com os outros dois homens que, sob a ameaça de armas de fogo, roubaram a mochila do comprador, com 18 mil euros em notas.

Zé Saloio pagava avenças a agentes da PJ

O homem de 64 anos, está, tal como os alegados cúmplices, “fortemente indiciado pela prática de crimes de roubo agravado e detenção de arma proibida“.

A PJ apreendeu mais de 12 mil euros em dinheiro e várias réplicas de armas de fogo. As autoridades vão agora continuar as investigações, para apurar se o golpe descrito foi caso único ou se existem mais vítimas.

Em 2009  foi detido na sequência de um roubo de 10 quilos de ouro. O plano foi arquitetado em conjunto com três agentes da PSP. Zé Saloio vivia nas Twin Towers, em Lisboa, onde era proprietário de dois apartamentos de luxo.

Na época foi descrito pela imprensa como “uma figura do mundo do crime” que se gabava de pagar avenças a agentes da Polícia Judiciária, para se manter fora da cadeia, e que teria passado de “carteirista a homem rico” em 30 anos.

LEIA AINDA
Encontrado cabecilha do grupo que atacou e cegou polícia
Loures. Homem agrediu cunhada e sobrinha que socorria a mãe
Um homem foi detido pela Polícia em Unhos, Loures, com uma faca na mão, enquanto puxava os cabelos de uma menor, que tinha ido em auxílio da mãe, agredida pelo indivíduo, seu cunhado. (… continue a ler aqui)

Impala Instagram


RELACIONADOS