Vítima beija réu que tentou matá-la com cinco tiros

Minutos antes da leitura da sentença de um caso de tentativa de homicídio, a vítima beijou o responsável do crime em pleno tribunal, em Venâncio Aires, Brasil.

Vítima beija réu que tentou matá-la com cinco tiros

Vítima beija réu que tentou matá-la com cinco tiros

Minutos antes da leitura da sentença de um caso de tentativa de homicídio, a vítima beijou o responsável do crime em pleno tribunal, em Venâncio Aires, Brasil.

O julgamento de Lisandro Posselt, de 28 anos, que tentou matar a namorada com cinco tiros, em agosto de 2019, ficou marcado por um inesperado pedido da vítima. Micheli Schlosser, de 25 anos, solicitou, e conseguiu, autorização dos jurados do tribunal de Venâncio Aires, no interior do Rio Grande do Sul (Brasil), para beijar o réu. A jovem afirmou ainda que perdoava Lisandro pela agressão.

LEIA DEPOIS
Idoso dispara sobre gerente de condomínio por causa de infiltração [vídeo]

Vítima perdoa réu, mas este acaba condenado

Depois do gesto da ex-namorada, Posselt foi condenado a sete anos de prisão. A defesa do acusado comemorou a ação “inesperada” de Micheli. «Se a vítima tem essa atitude, ela que é a principal interessada, isso certamente facilitou a nossa argumentação», disse o causídico, Jean Severo, ao jornal GaúchaZH.
Lisandro Posselt foi detido no dia seguinte ao crime e manteve-se em prisão preventiva até ao julgamento. Contudo, por não ter cadastro, não irá cumprir pena efetiva. Jean Severo considerou a pena «adequada» e afirmou que não recorrerá da decisão. Após a sentença, a vítima e o réu posaram abraçados numa fotografia com os advogados de defesa.

Micheli ameaçou que iria «inventar» ter sido violada para o condenar o réu

Durante o julgamento, o procurador Pedro Rui da Fontoura Porto afirmou que a discussão entre os dois – e a tentativa de homicídio – ocorreu após a vítima ter ameaçado o namorado. Disse-lhe que iria «inventar» ter sido violada para o condenar por um crime que não tinha acontecido. A polícia apurou que Micheli e Posselt discutiram num local público, a 14 de agosto do ano passado. Os Amigos do casal testemunharam crime. Após a discussão, Lisandro abandonou o local, mas regressou armado. Ao se aperceberem da aproximação do homem armado, os amigos empurraram Micheli para dentro de um carro. Contudo, Posselt disparou sete vezes pelo vidro, acertando cinco disparos na vítima. Micheli ficou ferida, mas acabou por recuperar.

LEIA MAIS
Prisão perpétua para homem que roubou porta-moedas com 8 euros

Impala Instagram


RELACIONADOS