Vídeo mostra polícia a agredir empregada por chegar atrasada

Um major da Polícia Militar está a ser investigado por ter agredido uma empregada doméstica por esta ter chegado tarde.

Vídeo mostra polícia a agredir empregada por chegar atrasada

Um major da Polícia Militar está a ser investigado por ter agredido uma empregada doméstica por esta ter chegado tarde.

Uma empregada doméstica foi agredida por um major da Polícia Militar brasileira por, alegadamente, ter chegado atrasada ao trabalho, no Recreio dos Bandeirantes, na Zona Oeste do Rio de Janeiro. De acordo com o g1, o major Bruno Chagas agrediu a empregada no elevador do prédio e as câmaras de vigilância captaram o momento. “Cheguei às 9h20, porque estive com a minha filha doente e não ter dormido nada. Perdi a hora e cheguei ligeiramente atrasada. Veio-me questionar e eu expliquei-me”, contou a vítima, Patrícia Peixoto.

Polícia tem várias queixas por violência

Nas imagens é possível vê-lo de dedo em riste apontado à mulher e acaba mesmo por lhe dar uma chapada quando a vítima o tenta afastar. “Muito agressivo, muito nervoso e estava sempre com dedo na minha cara”, afirmou. Bruno Chagas tem já um histórico de queixas de violência contra mulheres e contra uma criança de dois anos, avançou o mesmo site. Segundo o site brasileiro, a Polícia Militar já está na posse das imagens que mostram a agressão e que abriu uma investigação interna sobre o caso. A Polícia Civil também está a investigar.

Foto: Reprodução Twitter

Mulher espancada em horta comunitária por alegado roubo de cebolas
Clarinda Silva foi brutalmente agredida após ser acusada de ter roubado cebolas. “Deu-me um soco com uma soqueira e meio que perdi os sentidos”. (… continue a ler aqui)

Impala Instagram


RELACIONADOS