Vagas de calor no verão não confirmadas pelo IPMA

O IPMA revela que «ainda é cedo» para se saber se o verão terá longas vagas de calor com temperaturas a atingir os 43 graus, como avançou na semana passada o AccuWeather.

Vagas de calor no verão não confirmadas pelo IPMA

Vagas de calor no verão não confirmadas pelo IPMA

O IPMA revela que «ainda é cedo» para se saber se o verão terá longas vagas de calor com temperaturas a atingir os 43 graus, como avançou na semana passada o AccuWeather.

O portal norte-americano AccuWeather indicou, na semana passada, que Portugal será um dos países alvo de vagas de calor com várias dias a atingirem os 43 graus. No entanto, o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) refere, ao Portal de Notícias, que «ainda é cedo para se saber».

Sobre a vaga de calor, com vários dias com temperaturas acima dos 43 graus, prevista pelo portal norte-americano AccuWeather, o IPMA afirma que a informação «não é verdade». O comunicado do portal norte-americano fazia referência a «calor intenso e temperaturas recorde durante o verão na Europa este ano». «A ameaça de incêndio será elevada em Portugal e as ondas de calor vão durar vários dias», lê-se. Porém, o IPMA critica a falta de base cientifica do texto e afirma que não se pode prever com certeza «o que esses sites revelam sem responsabilidade civil». «Não é cientificamente honesto afirmar isto.»

«Ninguém sabe ainda» como será o Verão

O Instituto não deixa de salientar que «Portugal poderá ter dias acima dos 40 graus», mas não pode afirmar «durante quanto tempo e onde». «Ninguém sabe ainda», justifica. Para que seja considerado uma onda de calor, é, segundo o IPMA, necessário que se registem «seis dias consecutivos com temperaturas máximas diárias superiores em cinco graus a um valor médio». Caso se se confirme a existência de vagas de calor para o verão, o IPMA irá «transmitir a informação à população e à proteção civil».

«A tendência é para que os Verões tenham temperaturas ligeiramente mais elevados em relação aos anos anteriores»

«A tendência, segundo os últimos anos, é para que os Verões tenham temperaturas ligeiramente mais elevados em relação aos anos anteriores», explica o IPMA, sem avançar com previsões definitivas. O Instituto apresenta previsões das condições meteorológica para os próximos 10 dias e até estas são alvo de ajustes. As previsões a longo prazo são gerais e baseadas no Centro Europeu de Previsões a Médio Prazo, a fonte principal do IPMA. A previsão sazonal encontra-se disponível no site do Instituto. Para os primeiros dias de junho, o IPMA prevê temperaturas acima da média com elevações que podem chegar aos seis graus.

Texto: Jéssica dos Santos

LEIA MAIS
Continente e Madeira em risco muito elevado de exposição à radiação UV
Previsão do tempo para este sábado, 1 de junho

 

Impala Instagram


RELACIONADOS