Grupo de venezuelanos faminto mata vaca à pedrada [vídeo]

Grupo de venezuelanos faminto mata vaca à pedrada. País atravessa crise humanitária, onde a escassez de alimentos é cada vez maior.

Um grupo de venezuelanos faminto matou uma vaca à pedrada. O país atravessa uma crise humanitária, onde a escassez de alimentos é cada vez maior.

Centenas de venezuelanos têm tentado sair do país através da Colômbia para fugir à fome, à escassez de medicamentos e à insegurança. O maior problema da crise tem sido a fome, que afeta a maior parte da população.

A fome motivou este grupo de venezuelanos. «É a fome. Temos fome! Há pessoas a morrer de fome!»

Quem não consegue sair do país tem optado por atitudes radicais, como a que se pode ver no vídeo partilhado nas redes sociais. Vários homens matam uma vaca à pedrada, com a intenção de alimentar as suas famílias.

Depois de conseguir tombá-la, o grupo começa a desmembrar o animal. Na gravação, podem ouvir-se frases de desespero. «É a fome. Temos fome! Há pessoas a morrer de fome!»

LEIA MAIS: Encontrada família de lusodescendentes desaparecida há 2 semanas

Este caso, ocorrido numa quinta na localidade de Palmarito, não é inédito. Estima-se que, nos últimos meses, mais de 300 animais foram sacrificados desta forma.

Apesar dos atos serem motivados pela fome, membros do governo e de associações de defesa dos animais têm pedido para que as mortes ocorram de forma a provocar o mínimo sofrimento possível aos animais.

Um deputado Venezuela repudiou o ato, mas por «razões económicas», o que revoltou ainda mais a população. «Esta não é a forma certa. Estes atos vão destruir com maior rapidez a nossa produção nacional, o que vai trazer mais fome e escassez», escreveu na rede social Twitter.

LEIA MAIS: Vídeo de “cantoria” de menino de 3 anos em fase terminal comove o mundo

As palavras do responsável receberam, de outros membros do governo, total acordo. O número de assassinatos e agressões graves tem também aumentado significativamente.

O presidente do país, onde existe uma comunidade bastante significativa de famílias portuguesas, tem aconselhado a população a aumentar a segurança nas suas propriedades e a evitar sair de casa.

LEIA MAIS: Jovem nua e desorientada pede ajuda a automobilista [vídeo]


RELACIONADOS