Vendedora de panquecas detida por usar top decotado [fotos]

Uma estudante universitária que vende panquecas para pagar custos da faculdade foi detida por vestir-se de forma considerada indecente.

Vendedora de panquecas detida por usar top decotado [fotos]

Uma estudante universitária que vende panquecas para pagar custos da faculdade foi detida por vestir-se de forma considerada indecente.

Uma vendedora de panquecas que trabalha numa rua de Chiang Mai, na Tailândia, para pagar as propinas do curso de Enfermagem, foi detida nesta sexta-feira, 26 de novembro, por culpa do vestuário. Desde que passou a usar tops decotados, Olive Aranya Apaiso, de 23 anos, viu as vendas quadriplicarem. A verdade é que nem todos acharam piada e a jovem estudante acabou por ser denunciada e, mais tarde, detida por uso de “roupa não apropriada”. Já na esquadra, foi informada de que teria de respeitar os padrões de higiene e os valores culturais da cidade. Acabou por ser libertada sem qualquer acusação.

Um porta-voz do gabinete do conselho distrital de Chang Phueak explicou que “Chiang Mai é uma cidade cultural e as pessoas expressaram preocupação com o top. Pedimos a cooperação da senhora, para que usasse um sutiã da cor da pele e uma roupa menos obscena.” A universitária acabou por pedir desculpa se alguém se sentiu ofendido. “Só estava a tentar sustentar-me me sustentar”, disse. “Os clientes já faziam fila antes mesmo de a loja abrir. Alguns até posaram comigo e compartilharam as fotos online, tornando minha barraca ainda mais popular”, completou.

Estudante concordou em vestir-se «de maneira diferente»

As autoridades explicaram que Olive deve manter o cabelo preso numa rede, usar avental, luvas e “manter distância entre os clientes”. “Estou disposta a seguir as instruções dadas pelos agentes”, garantiu. Prometeu ainda que vai usar outro tipo de indumentária. “Vou-me vestir de maneira diferente e cobrir mais o corpo. Também vou seguir os conselhos de higienização.” A indecência pública na Tailândia é punível com multa de 140 euros.

LEIA AINDA
Ginecologista oferecia ‘sexo milagroso’ para curar mulheres infetadas com vírus [imagens]

Impala Instagram


RELACIONADOS