Vegetarianos têm maior ou menor risco de terem um AVC?

Apesar dos vegetarianos poderem ter menos doenças cardíacas, têm maior risco de AVC

Vegetarianos têm maior ou menor risco de terem um AVC?

Vegetarianos têm maior ou menor risco de terem um AVC?

Apesar dos vegetarianos poderem ter menos doenças cardíacas, têm maior risco de AVC

Um estudo publicado no British Medical Journal revela que os vegetarianos um maior risco de 20% de ter acidentes vasculares cerebrais, apesar de terem menos 22% de probabilidade ter doenças cardíacas.

LEIA DEPOIS

Pais da bebé Matilde já ajudaram 21 crianças

No total, houve 2800 casos com doenças cardíacas coronárias e 1,700 casos de AVC

Nesta investigação foram analisados 48 mil indivíduos, no Reino Unido, entre a década de 90 e 2016. Foram feitos três grupos: pessoas que comiam carne, as que comiam peixe e os vegetarianos. Foram avaliados fatores como os hábitos alimentarem dos indivíduos, histórico medicinal, atividade física e consumo de tabaco.

No total, houve 2800 casos com doenças cardíacas coronárias e 1,700 casos de AVC. Verificou-se que os indivíduos com um regime alimentar com base em alimentos de origem vegetal tiveram um risco 20% maior de ter AVC. No entanto, as pessoas que comiam peixe, tinham menos 22% e 13% de probabilidade, respetivamente, de ter doenças cardíacas, do que as pessoas que consumiam carne.

Estudo não pode ser generalizado, defendem investigadores

Segundo a autora deste estudo, este risco pode estar relacionado com «o baixo colesterol, a pressão arterial mais baixa e a baixa de presença de alguns nutrientes» das pessoas vegetarianas. Este estudo não prova de forma fidedigna se estes efeitos se devem ao regime alimentar ou a aspetos do estilo de vida de cada pessoa. Além disso, os indivíduos estudados são todos do Reino Unido, pelo que não se pode generalizar a toda a população.

LEIA MAIS

Previsão do tempo para esta terça-feira, 8 de outubro

Impala Instagram


RELACIONADOS