Três soldados da missão da NATO mortos em ataque no Afeganistão

Três soldados da missão da NATO mortos em ataque no Afeganistão

Três soldados da NATO morreram num atentado no Afeganistão que foi cometido contra a sua patrulha na zona este do país, anunciou um comandante, citado pela agência France Presse.

Os três soldados, que pertenciam à missão da NATO “Resolute Support Mission” morreram num ataque suicida.

Um outro soldado norte-americano e dois afegãos ficaram feridos no mesmo ataque, segundo um comunicado no qual não foram especificadas as nacionalidades das três vítimas mortais.

A “Resolute Support Mission” sucedeu à Força Internacional de Apoio à Segurança, com a NATO a estar presente no Afeganistão com mandato da ONU desde 2003, a pedido dos EUA, na sequência do ataque terrorista naquele país em 11 de setembro de 2001.

Uma equipa de 23 militares do Exército português partiu em junho para integrar a missão da NATO no Afeganistão, visando dar formação e treino na Escola de Artilharia de Cabul, próximo do aeroporto.

Com a ida dos 23 militares ficou completo o contingente português na missão da NATO no Afeganistão “Resolute Support Mission”, num total de 193 efetivos, dos quais 146 na Força de Reação Rápida de proteção ao aeroporto de Cabul, dez em funções no Quartel General da missão e 14 como elementos de apoio nacional.

ARP (SF) // PMC

By Impala News / Lusa


RELACIONADOS

Três soldados da missão da NATO mortos em ataque no Afeganistão

Três soldados da NATO morreram num atentado no Afeganistão que foi cometido contra a sua patrulha na zona este do país, anunciou um comandante, citado pela agência France Presse.