Três anos de prisão com pena suspensa para Mesquita Machado

Três anos de prisão com pena suspensa para Mesquita Machado

O Tribunal Judicial de Braga condenou hoje o antigo presidente da Câmara daquele município Mesquita Machado a três anos de prisão, com pena suspensa.

O Tribunal Judicial de Braga condenou hoje o antigo presidente da Câmara daquele município Mesquita Machado a três anos de prisão, com pena suspensa, no processo relacionado com a expropriação do quarteirão das Convertidas.

Para o tribunal, Mesquita Machado teve intenção de favorecer patrimonialmente a filha e o genro, lesando o erário público.

O antigo autarca socialista foi condenado por um crime de participação económica em negócio, em concurso aparente com um crime de abuso de poderes.

No processo, eram também arguidos os restantes cinco vereadores socialistas no mandato 2009-2013, que acabaram absolvidos.

A expropriação, aprovada em maio de 2013, foi anulada pelo novo executivo saído das eleições desse mesmo ano, liderado por Ricardo Rio.

 

LEIA MAIS: MP pede pena de prisão para Mesquita Machado no «caso das Convertidas» em Braga

 


RELACIONADOS