Perde mulher no tiroteio de El Paso e é surpreendido com centenas de pessoas no funeral

Sem família, o homem pediu à agência funerária para que convidasse a comunidade para estar presente no último adeus à esposa.

Perde mulher no tiroteio de El Paso e é surpreendido com centenas de pessoas no funeral

Perde mulher no tiroteio de El Paso e é surpreendido com centenas de pessoas no funeral

Sem família, o homem pediu à agência funerária para que convidasse a comunidade para estar presente no último adeus à esposa.

Antonio Basco perdeu a mulher, com quem foi casado durante 22 anos, no tiroteio de El Paso, nos Estados Unidos, a 3 de agosto. Margie Reckard foi uma das 22 vítimas mortais do ataque. Sem família, o homem pediu à agência funerária para que convidasse a comunidade para estar presente no último adeus à esposa. E o que aconteceu depois foi uma demonstração de amor de cerca de 700 pessoas com mais de 900 mil arranjos florais e 10 mil mensagens de condolências.

LEIA DEPOIS
Justiça norte-americana vai pedir pena de morte para atirador de El Paso

Basco esperava uma igreja vazia no funeral da mulher e foi surpreendido por 700 pessoas

«O senhor Antonio Basco foi casado 22 anos com Margie Reckard. Ele não tinha mais família. Ele dá as boas-vindas a quem quiser assistir às cerimónias fúnebres da sua mulher», escreveu a agência funerária numa mensagem em que pedia à comunidade de El Paso a estar presente na despedida de Margie Reckard. O apelo foi divulgado nas redes sociais e a história prendeu a atenção de milhares de norte-americanos.

Antonio Basco, que esperava ter uma igreja vazia a despedir-se da sua companheira de longa data, foi surpreendido por cerca de 700 pessoas que faziam fila para entrar na cerimónia fúnebre. Eram tantas as pessoas que a agência funerária teve de mudar as cerimónias para um local mais espaçoso.  «Isto é incrível», disse o homem emocionado ao New York Times.

Enviadas flores de toda a parte, incluindo a Ásia

Segundo a mesma publicação, mais de 900 arranjos florais foram enviados para o funeral, alguns de Dayton, Ohio, onde um tiroteio fez nove mortos, horas depois do ataque a um centro comercial em El Paso. Chegaram flores de toda América e até da Ásia. A agência funerária também recebeu cerca de 10 mil mensagens de condolências. O filho da vítima, gruto de um casamento anterior, contou que a mãe «amava as pessoas, independentemente da sua cor, religião ou política».

«Precisamos de mostrar que quando a América está a sofrer, todos nós sofremos»

Hala Hijazi foi uma das 700 pessoas que esteve presente no funeral da mulher de Antonio Basco. Viajou de São Francisco para El Paso. «Tocou o meu coração. Precisamos de mostrar que quando a América está a sofrer, todos nós sofremos», afirmou, citada pela BBC.

LEIA MAIS
Suspeito do ataque em El Paso disse que pretendia disparar contra mexicanos
Sete pescadores desaparecidos na Madeira há três dias

 

Impala Instagram


RELACIONADOS