ÚLTIMA HORA: Theresa May anuncia demissão

Theresa May demitiu-se de primeira-ministra britânica esta sexta-feira

ÚLTIMA HORA: Theresa May anuncia demissão

ÚLTIMA HORA: Theresa May anuncia demissão

Theresa May demitiu-se de primeira-ministra britânica esta sexta-feira

Theresa May, anunciou esta manhã a sua demissão enquanto primeira-ministra britânica. A governante vai abandonar a liderança do Partido Conservador no próximo dia 10 de junho. Por volta das 10h00 (em Lisboa), Theresa May fez uma declaração em Downing Street.

A líder conservadora falou sobre o Brexit, afirmando que fez tudo dentro do seu poder para que o acordo fosse aprovada. Após quatro tentativas falhadas, a primeira-ministra demite-se assim dos seus cargos políticos.

Enquanto primeira-ministra, May não pode renunciar até que esteja em posição de dizer à rainha Isabel II quem esta deve nomear como sucessor. A demissão da liderança deverá tornar-se efetiva a 10 de junho, iniciando os procedimentos, que passam, numa primeira fase, por uma série de votações dentro do grupo parlamentar que eliminam progressivamente os vários candidatos a apenas dois, que depois serão sujeitos ao voto de todos os militantes do partido. Boris Johnson, o antigo ministro dos Negócios Estrangeiros, parece ser o substituto mais provável de Theresa May.

May já tinha prometido em março que iria sair, mas na altura pediu para “acabar o trabalho”, assumindo como missão implementar o resultado do referendo de 2016 que determinou o ‘Brexit’.

Mas a pressão sobre Theresa May aumentou nos últimos dias, incluindo dentro do Governo e de deputados até agora fiéis, devido à perspetiva de o acordo de saída da União Europeia (UE) ser chumbado no parlamento por uma quarta vez.

Apresentada na terça-feira, a nova proposta de lei para o ‘Brexit’ estava prevista para ser votada a 07 de junho e incluía como novidade a possibilidade de voto sobre um novo referendo, o que desagradou a vários ministros.

As três anteriores propostas de ‘Brexit’ negociadas pela primeira-ministra britânica com Bruxelas foram rejeitadas por maiorias parlamentares, conduzindo a um impasse que obrigou Londres a prolongar o prazo de saída da União Europeia até 31 e outubro.

[em atualização]

LEIA MAIS

Previsão do tempo para sábado, 25 de maio

Moita Flores sobre Maddie: «A única coisa que não aconteceu foi um rapto»

Impala Instagram


RELACIONADOS