Terceiro artista K-Pop a morrer na Coreia do Sul em dois meses

Indústria mais bem-sucedida da Coreia do Sul associada a depressão

Terceiro artista K-Pop a morrer na Coreia do Sul em dois meses

Terceiro artista K-Pop a morrer na Coreia do Sul em dois meses

Indústria mais bem-sucedida da Coreia do Sul associada a depressão

Na manhã de terça-feira, 3 de dezembro, Lee Jae-ho, conhecido no mundo artístico por Cha In-ha, foi encontrado morto em casa, na Coreia do Sul. A morte foi confirmada pela agência que geria a carreira do jovem, de 27 anos, Fantagio.

LEIA DEPOIS
Carlos Amaral Dias morreu na ambulância a caminho do hospital

«Estamos devastados ao anunciar esta notícia tão triste. O ator Cha In Ha deixou-nos. Estamos de coração partido ao informar todos os que sempre enviaram tanto amor e apoio ao Cha in Ha. Estamos em luto e tristes por algo tão difícil de compreender», refere a agência em comunicado.

 

Ver esta publicação no Instagram

 

@dpipe_

Uma publicação partilhada por 차인하 (@chainha_715) a

O jovem iniciou-a a carreira de artista há dois anos, no grupo Surprise U e com participações em dramas coreanos. A indústria de K-Pop, que gera milhões e colocou a Coreia do Sul no centro da Pop mundial, está envolvido num lado negro de bullying, depressões e mortes suspeitas.

Em novembro, a atriz e cantora sul-coreana Goo Hara foi encontrada morta em casa, em Seul, assim como a cantora de K-Pop que esteve envolvida no escândalo «sem sutiã».

A indústria mais bem-sucedida da Coreia do Sul da atualidade tem ainda sido atingida por uma série de escândalos sexuais. Na passada semana, dois antigos membros de uma banda de K-pop foram condenados por crimes sexuais e condenados a penas de prisão.

LEIA MAIS
Previsão do tempo para esta quarta-feira, 4 de dezembro

Impala Instagram


RELACIONADOS