Sobe para nove o número de corpos resgatados após colapso de glaciar na Índia

Pelo menos nove corpos foram resgatados depois do colapso de um glaciar dos Himalaias no norte da Índia, que provocou uma enxurrada de lama e detritos sobre duas barragens e algumas habitações, fazendo pelo menos 150 desaparecidos.

Sobe para nove o número de corpos resgatados após colapso de glaciar na Índia

Sobe para nove o número de corpos resgatados após colapso de glaciar na Índia

Pelo menos nove corpos foram resgatados depois do colapso de um glaciar dos Himalaias no norte da Índia, que provocou uma enxurrada de lama e detritos sobre duas barragens e algumas habitações, fazendo pelo menos 150 desaparecidos.

Pelo menos nove corpos foram resgatados depois do colapso de um glaciar dos Himalaias no norte da Índia, que provocou uma enxurrada de lama e detritos sobre duas barragens e algumas habitações, fazendo pelo menos 150 desaparecidos.

Um responsável policial, Surjeet Singh, indicou que até ao momento foram “recuperados nove ou dez cadáveres do rio”.

Um primeiro balanço, anunciado pouco depois do lançamento de uma operação de busca e salvamento, apontava para três mortos.

O desastre foi provocado pelo colapso do glaciar Nanda Devi, no estado indiano de Uttarakhand, hoje de manhã.

A central hidroelétrica de Rishigana, a primeira sobre a qual a enxurrada se abateu, ficou destruída e a de Dhauliganga seriamente danificada, segundo um porta-voz da guarda de fronteira indo-tibetana, Vivek Pandey.

Ambas as barragens situam-se no rio Alaknanda, que corre dos Himalaias até ao Ganges.

O porta-voz indicou que pelo menos 16 trabalhadores ficaram presos num túnel da barragem de Dhauliganga e 140 trabalhadores das duas centrais estão desaparecidos.

Perto de 400 elementos de diferentes forças de polícia e proteção civil estão envolvidos nas operações de resgate, que se centram na busca dos trabalhadores desaparecidos, segundo o chefe do governo estadual, Trivendra Singh Rawat.

As autoridades lançaram um alerta às populações das margens do Alaknanda para se deslocarem para zonas mais seguras, temendo um aumento significativo do caudal do rio.

Em 2013, milhares de pessoas morreram no estado de Uttarakhand depois de fortes chuvas terem provocado deslizamentos de terras e enxurradas.

 

Impala Instagram


RELACIONADOS