Professor primário abusa de alunas em colégio no concelho de Setúbal

Professor primário de 47 anos está acusado pelo Ministério Público de abusar de alunas de 8 e de 9 anos na sala de aulas e no recreio de um colégio na zona de Setúbal.

Professor primário abusa de alunas em colégio no concelho de Setúbal

Professor primário abusa de alunas em colégio no concelho de Setúbal

Professor primário de 47 anos está acusado pelo Ministério Público de abusar de alunas de 8 e de 9 anos na sala de aulas e no recreio de um colégio na zona de Setúbal.

Um homem de 47 anos, professor de Inglês num colégio do concelho de Setúbal, ter-se-á aproveitado  da ingenuidade das alunas, de oito e de nove anos, para cometer «abusos sexuais agravados», acusa o Ministério Público. O agressor convivia diariamente com as meninas e, acusa o MP, terá abusado «de forma agravada de 26 crianças». Fonte ligada à investigação descreve o agressor como «perigoso». E adiantará ainda que «se preparava para escalar a gravidade dos abusos sexuais», cita o CM.

LEIA DEPOIS
Previsão do tempo para esta terça-feira, 8 de outubro

Professor de colégio em Setúbal «tocava e acariciava» as crianças «no interior das roupas»

Da acusação consta a descrição de que o professor se aproveitaria das meninas «nas aulas de Inglês» e «no recreio». Tê-lo-á feito «diversas vezes e em  momentos diferentes». Colocaria as mãos «sobre ou no interior da roupa» enquanto efetuaria «movimentos de fricção», alegadamente no peito, nas costas, na barriga e nas nádegas, «tocando-as e acariciando-as».

Posição de confiança e de dominância

O Ministério Público de Setúbal terá indícios de que a posição de confiança, primeiro, e de dominância, depois, terão facilitado a ação do docente. «A proximidade de que gozava das crianças por força do exercício das suas funções e, bem assim, da confiança que estabeleceu» com as meninas terão sido fundamentais para os actos de é acusado. A procuradora que acusa o professor terá indícios de que os abusos terão sido cometidos «com vista a satisfazer os seus instintos libidinosos» fazendo valer-se da sua «dominância hierárquica».

LEIA MAIS
Criança de seis anos vende porta-chaves para comprar medicamentos

Impala Instagram


RELACIONADOS